“Pulseiras do sexo” deixam pais e educadores apreensivos

Pulseiras do sexo

Um adereço virou febre entre as crianças e adolescentes de Juiz de Fora. É uma pulseirinha de silicone que pode ser comprada em qualquer camelô. O problema é que elas fariam parte de um jogo com apelo sexual. Pais e professores estão apreensivos.

Coloridas e baratinhas, meninas e meninos usam várias no pulso. Cada cor teria um significado. Elas surgiram na Inglaterra como uma espécie de jogo chamado ‘snap’ que significa quebrar, partir, arrebentar. Segundo uma jovem, que não quis se identificar, quando alguém arrebenta a pulseirinha a pessoa deve cumprir o que diz o significado daquela cor. Há a cor que significa beijo, outra strip-tease, e tem até a que significa sexo.

Há jovens que dizem que usam apenas como enfeite. Segundo uma outra adolescente, que também não se identificou, ela usa apenas pela moda. Se todo mundo usa ela também tem que usar.

Os pais estão muito preocupados. Para a vendedora Roraima de Oliveira o problema está na conotação sexual dada ao adereço, pois estimula o sexo precocemente nos jovens.

As pulseirinhas também preocupam as escolas. Em algumas, houve reunião pedagógica nesta segunda-feira (08) com os pais. E elas foram o principal assunto.

Para a direção, proibir o uso não é função da escola. De acordo com a diretora Solange Araújo os pais é que devem conversar com os filhos e decidirem pelo uso ou não do acessório.

A psicóloga Elisângela afirma: nem os pais devem proibir as pulseirinhas. Segundo ela, a proibição despertaria mais a atenção para o objeto. Para a psicóloga, a pulseira pode ainda ser usada como um bom pretexto para que os pais conversem sobre sexo com os filhos, coisa que ainda é tabu na sociedade

One Comment

comente e responda
  1. AS SITUAÇÕES A QUE CERTOS SETORES DA INDÚSTRIA E DO COMÉRCIO EXPÕE NOSSAS CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS, CHEGA A SER CASO DE POLÍCIA. ESTES ADEREÇOS QUE SÃO OFERTADOS EM JOGOS E BRINCADEIRAS APARENTEMENTE INOCENTES, NÃO PASSAM DE UM ATO DESAVERGONHADO DOS INVENTORES E IDEALIZADORES DE TAIS “BRINQUEDOS”. ELES SÃO UNS VERDADEIROS PEDÓFILOS. ATÉ QUANDO O POVO VAI FICAR ACEITANDO AGRESSIVIDADES DESTE CUNHO. ATÉ QUANDO???????????????????????????????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Homem é morto a facadas no bairro Paraí­so em Capinópolis

Conheça Capinópolis, a cidade ‘Celeiro de Minas’