* A lei do silêncio é desrespeitada em Capinópolis

som alto incomoda

A Lei do Silêncio é, sem dúvida, a mais conhecida e na mesma proporção, a mais desrespeitada. Poucos desconhecem que das 22 às 7 horas não é permitido fazer barulho. Mesmo em outros horários, se o barulho perturbar ele deve ser cessado.

O assunto é bem mais antigo do que pensamos. O Imperador César (101 – 44, A.C) determinou que nenhuma espécie de veículo de rodas poderia permanecer dentro dos limites da cidade (Roma), do amanhecer à hora do crepúsculo. Os que tivessem entrado durante a noite deveriam ficar parados e vazios à espera da referida hora.

Em Capinópolis, assim como em outras cidades, as leis foram feitas para serem desrespeitadas.

O som de alto falantes de aparelhos sonoros de vizinhos, ultrapassam a linha do bom senso, perturbam, incomodam e impedem que pessoas ao redor tenham o simples direito de ler, conversar ou até mesmo de assistir um tele jornal ou novela.

A polícia, quando acionada, até tenta fazer sua parte, não se sabe o porque, mas o barulho não cessa, muito pelo contrário,  o volume é dobrado em sinal de afronta.

O bairro Boa Fé, um dos mais tradicionais de Capinópolis é um bom exemplo de desrespeito, onde há alguns moradores que ligam o som alto durante todo o dia e parte da noite, incomodando pessoas doentes, o sono de criança e não interrompem, mesmo com pedido pessoal da polícia.

Para muitos, a polícia deveria ter medidas mais enérgicas para cumprimento da lei, pois o que os moradores de bem, que tem o sossego rompido querem, é ter o simples direito ao silêncio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* A influência da Tv na sexualidade da criança

* Roubo de equipamentos tira rádio 96 FM do “ar”.