*Gordura abdominal pode estar associada a doença de Alzheimer

A obesidade está vinculada a um volume menor do cérebro, segundo um estudo publicado nesta quinta-feira, que também indica um aumento do risco de demência numa fase mais adiantada da vida em pessoas de idade média com boa saúde, mas que tenham excesso de gordura abdominal.

Os pesquisadores examinaram uma amostra de 733 pessoas de uma idade média de 60 anos, das quais 70% eram mulheres. Eles mediram seu Índice de Massa Corporal (IMC), cintura e gordura abdominal, além de escanear o cérebro.

“Nossos resultados confirmam a relação entre o aumento do IMC e a redução do volume do cérebro nas pessoas mais idosas e de idade média, observadas previamente em um grupo de menos de 300 pessoas”, explicou a dra. Sudha Seshadri, da Faculdade de Medicina da Universidade de Boston (nordeste), uma das principais autoras do estudo, divulgado no site dos Annals of Neurology.

“Mais importante ainda, esses dados mostram um vínculo mais forte entre a obesidade, particularmente o excesso de gordura que se encontra nas vísceras, e um risco incrementado de demência e de Mal de Alzheimer”, acrescentou.

Os resultados deste estudo colocam em evidência um vínculo entre obesidade e demência que poderão conduzir à elaboração de estratégias promissoras de prevenção, acrescentou a médica.

Segundo um informe da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicado em 2005, mais de 24 milhões de pessoas sofrem de alguma forma de demência no mundo.

(Agência AFP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Noiva abandonada no dia do casamento por não ser virgem receberá indenização.

*Teste de HIV pode dar resultado falso positivo após vacina contra H1N1