* Padre acusado de pedofilia teria abusado de criança com deficiência em Uberlândia.

O caso mais recente é o do  padre Jeová Toscano de Medeiros, acusado de pedofilia. Ele atuava na paróquia Nossa Senhora do Carmo, no bairro são Jorge em Uberlândia.

O padre é acusado de atentado violento ao pudor, aliciamento, pedofilia, entre outros, que teriam acontecido há cerca de sete anos.

Segundo testemunhas, crianças de ambos os sexos teriam sido abusadas pelo padre, entre elas, uma criança com deficiências, o que aumentou a revoltda da população.

Jeová Toscano também teria mantido casos com mulheres casadas que frequentavam a paróquia.

Segundo testemunhas, algumas pessoas não quiseram se expor, pois as famí­lias já estariam traumatizadas com o caso.

Na saí­da da audiência, o ex-padre saiu correndo por temer a população, que o hostilizou.

2 Comments

comente e responda
  1. Rodrigo, Vem cá você está me dissendo eu suja da minha história que investaram realmente você não me conhece do meu coração…. Sou surdo sim não sou mudo sou ORALIZADO…
    Mas VAI ME ACUSAR ? Pensar bem heim, Meu advogado fiel não perde causa pq tem ciume de mim meu advogado é JESUS CRISTO….

    Deus não dorme pois esses monstros anti cristo já tem o futuro guardando e serão punidos pela mão do senhor.

  2. Senhores acho que estão desatualizados, o caso corria em segredo de justiça pois as provas eram apenas verbais, e ele não saiu correndo da população que o hostilizou, era apenas um rapaz com sua namorada, mãe e filha, 04 pessoas não é uma população, o tão citado criança com deficiencia alem de não ser provado ele é surdo/mudo e não foi provado pois a mãe do garoto adora o padre, que sempre ajudou o garoto, foi uma historia suja que inventaram, porém ele ja foi liberado e nada foi provado…. atualização é a alma do negocio….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* CAPINÓPOLIS – Natal dos Sonhos terá prêmios em dinheiro‏

* Filha denuncia o pai por abuso sexual em Gurinhatã por meio de uma carta