UBERLÂNDIA, TRIÂNGULO MINEIRO – O sistema de monitoramento interno do Centro Socioeducativo de Uberlândia (Ceseu), flagrou um suicídio de um menor, ocorrido no dia 31 de dezembro de 2010.

blank

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB Uberlândia, Dr. Luiz César de Machado Macedo, avalia o caso e considera todas as circunstâncias em que o menor se encontrava. O que mais intriga as autoridades é que o rapaz estava sozinho em uma cela adaptada e, mesmo acompanhado pelas câmeras de segurança interna, o garoto ficou pendurado na janela por mais de uma hora.

De acordo com a mãe do menor, o garoto já teria tentado suicídio outras vezes e teria sido encaminhado à psiquiatria da instituição.

As autoridades que representam a Defesa Social e a Promotoria da Infância e Juventude de Uberlândia irão avaliar o caso e prestar assistência à família.

CCAA Capinópolis

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui