Falha na logística das empresas em Capinópolis aumenta prejuízo do produtor rural

Filas intermináveis, demora no descarregamento, desconto que chegam a 50% no peso total, e descarta de carretas carregadas de soja aumentam ainda mais o drama do produtor rural de Capinópolis e Cachoeira Dourada.

O Sindicato dos Produtores Rurais de Capinópolis e Cachoeira Dourada já está orientando seus associados para tomarem providências judiciais quanto a essa questão. “As empresas que recebem o produto em Capinópolis não estão conseguindo atender ao produtor, e com a abertura do sol em alguns dias todo mundo colocou as colheitadeiras no campo, e agora estão ficando sem caminhão para tirar a soja de sua propriedade”, disse Paulo Henrique Fontoura, presidente do Sindicato.

A demora no descarregamento chega a 48 horas, o que dificulta para o produtor, que sem caminhão à disposição tem que parar a colheita no momento da estiagem. “Temos que buscar alternativas para não aumentar o prejuízo do produtor, e uma alternativa seria levar os caminhões para Ituiutaba, onde não há fila, mas como os caminhões saem das propriedades sem controle de peso, acabam ficando apreendidos na Balança da MGT 154, próximo a Ituiutaba”, comentou Paulo Henrique.

De acordo com informações de um produtor, só nesta semana ele perdeu mais de 25 toneladas de soja, só com o desconto promovido pela empresa compradora do grão.

DATAPESO BRUTOPESO LÍQUIDO

PREJUÍZO PRODUTOR

12/0337.31023.13214.178
14/0331.34023.8197.521
15/0316.35612.0334.317

Segundo o produtor, a umidade, soja ardida, e baixa qualidade por conta do excesso de chuvas tem provocado um grande prejuízo nas lavouras.

Em Capinópolis o recebimento de soja é feito pelas empresas ADM, ABC e Cargill. “A informação que tenho é que em Uberlândia centenas de carretas estão paradas, e com isso o problema deságua nos locais de produção, nesse caso em Capinópolis e Cachoeira Dourada, e com essa falha na logística por parte das empresas, o prejuízo deverá ser bem maior do que o anunciado há algumas semanas atrás, em torno de 30%.

Nesta semana o preço da soja caiu de R$ 46 para R$42,50, a saca de 60 Kg. “Hoje o preço continua em patamares bons, mas o problema é conseguir colher e entregar a nossa soja”, revelou Paulo.

Dados pluviométricos

De acordo com informações do INMET – Instituto Nacional de Meteorologia, que tem uma Estação Convencional instalada em Capinópolis, até o dia 15/03, choveu o acumulado de 350 milímetros, em dados coletados na Estação. O volume é o segundo maior desde 1991, perdendo apenas para o volume de março de 1991, quando o acumulado chegou a 669 milímetros.

Os números oficiais do INMET na Estação de Capinópolis são:

010203040506070809101112131415
12.87.628.084.651.462.841.430.00.013.23.00.015.30.00.0

Gladiston Pires
Jornalista – Mtb 10670 MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cavalgada Direito de Viver acontecerá no dia 30 de abril em Capinópolis

Cursos profissionalizantes em Capinópolis‏