Prefeito de Cachoeira Dourada de Minas está sendo investigado pelo Ministério Público

CACHOEIRA DOURADA, PONTAL DO TRIÂNGULO – O ministério Público está investigando o prefeito de Cachoeira Dourada, Walter Pereira Silva, após denúncia de superfaturamento feita pela Câmara Municipal.

De acordo com a denúncia, o prefeito teria assinado seis decretos de suplementação no valor de R$ 673 mil sem a autorização do Poder Legislativo, ultrapassando o valor permitido em quase 3%. A maior parte teria sido desviada da Educação para a Secretaria de Obras.

Há também irregularidade na listagem dos bens adquiridos com dinheiro público. De acordo com a prestação de contas feita pela Prefeitura em 2010, o município teria adquirido um veículo no valor de R$ 95 mil e um trator com o valor de R$ 98,1 mil. No entanto, a Câmara afirma que esses bens teriam sido doados para o município, e não comprados.

Outro ponto da denúncia é de superfaturamento em gastos na Educação. O orçamento de 2009 é de R$ 5 milhões. Na cidade, no entanto, não há escolas municipais, somente uma escola estadual.

As contas foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado. O Legislativo quer saber o motivo. Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) será instaurada.

Walter Pereira assumiu o Poder Executivo há um ano e três meses, depois de uma eleição fora de época, já que o prefeito anterior, Jerônimo Rufino teve o mandato cassado por compra de votos.

Fonte: TV vitoriosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

9a. Feira Ponta de Estoque estréia com record de público

Ailha.com cresceu e agora tem mais de 11.000 produtos em estoque!