Hospital São Camilo encerrará atividades em Capinópolis

CAPINÓPOLIS, MG – Após mais de 30 anos de serviços prestados à população de Capinópolis, o único hospital da cidade já tem data marcada para encerramento das atividades.

O hospital São Camilo, antigo hospital Nossa Senhora das Vitórias, iniciou suas atividades em 2008, modernizando processos e efetuando ampla reforma no antigo prédio. O São Camilo destina 95% do atendimento ao Sistema único de saúde (SUS) e atualmente o HSC oferece 15 leitos ativos à população da cidade e região.

Em 2010 foram mais de 27 mil atendimentos de urgência e emergência realizados no hospital. Mais de 7 mil consultas foram realizadas no ambulatório do HSC e mais de 6 mil exames realizados.

Segundo informações, a prefeitura destina aproximadamente R$ 100 mil para a instituição e esse pode ser o grande motivo do encerramento da atividades do HSC.

Procurado pelo capinopolis.com, o secretário de saúde Mário Antônio de Oliveira falou da posição da prefeitura com relação ao caso.

Segundo o secretário, o hospital presta serviços ao munícipio de Capinópolis e a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SUS) mediante celebração de Contratos onde especifica valores e condições de atendimentos, nestes dois instrumentos especifica ações a serem implementadas através de serviços médicos hospitalares, que são contemplados no Plano Operativo Ambulatorial e Hospitalar.

Dentre estas necessidades para a prestação dos serviços incluem-se de maneira essencialmente necessária as especialidades: Médico Cirúrgico, Clínico, Obstétrico, Pediátrico e Anestesista.

O grande impasse entre a prefeitura e o HSC ocorreu em meiados de 2010, quando o hospital ficou sem o Médico Anestesista perdurando até o momento a falta deste profissional.

 

Mário Antônio - Secretário de Saúde de Capinópolis

Mário Antônio alega que a prefeitura efetuou o pagamento salarial do anestesista até Março deste ano, mas o repasse foi cortado por falta do profissional.

Segundo apurado por nossa redação, o repasse da prefeitura é de aproximadamente R$ 7,5 Mil para pagamento do profissional anestesista, mas os profissionais da área estariam requerendo um salário mensal de R$ 25 Mil.

Várias reuniões, inclusive com a presença do Promotor Público foram realizadas entre o poder público municipal e a instituição de saúde, mas não chegaram a um acordo.

A prefeitura ainda não se manifestou e não tem nenhuma medida emergente para amenizar a situação.

Uma nova reunião está marcada para amanhã, 26/05 e contará com a presença do promotor público da comarca, onde, provavelmente serão delineadas ações que visem solucionar o problema.

Caso uma solução não seja encontrada, o hospital São Camilo deve encerrar suas atividades em aproximadamente 3 meses.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Presidentes de Sindicatos acompanham votação do Código Florestal em Brasília‏

População não será prejudicada com encerramento das atividades do Hospital São Camilo