Queima de arquivo – Mulher é morta para não denunciar traficantes

Digiqole Ad

Na manhã de quinta-feira (9), o corpo de uma mulher de 25 anos foi encontrado em um mata no bairro Planalto, ao lado do corpo havia um bilhete informando o motivo do crime como sendo “queima de arquivo”.
A mulher foi morta com vários disparos de arma de fogo.

Identificada como Ana Carolina Araújo, estava grávida e era dependente químico, mas iria iniciar um tratamento contra as drogas hoje (10). Traficantes teriam se antecipado com medo de uma delação e executado a mulher.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Central de Jornalismo

https://www.tudoemdia.com

Leia também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida