Queima de arquivo – Mulher é morta para não denunciar traficantes

Na manhã de quinta-feira (9), o corpo de uma mulher de 25 anos foi encontrado em um mata no bairro Planalto, ao lado do corpo havia um bilhete informando o motivo do crime como sendo “queima de arquivo”.
A mulher foi morta com vários disparos de arma de fogo.

Identificada como Ana Carolina Araújo, estava grávida e era dependente químico, mas iria iniciar um tratamento contra as drogas hoje (10). Traficantes teriam se antecipado com medo de uma delação e executado a mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policiais são detidos sob acusação de extorsão em Ituiutaba

Expocap começa neste fim de semana com Cavalgada e Encontro da Família Rural