Ladrão morre ao ser atingido por armadilha acionada por ratoeira em Formosa- Go.

A armadilha foi disparada com uma ratoeira

Um homem que se preparava para furtar uma casa morreu após ser atingido por dois tiros vindos de uma armadilha construída com projéteis, fios, canos e uma ratoeira. O artefato foi deixado em uma mesa em frente à porta de entrada pelo dono da casa. Segundo a Polícia Civil, ele já tinha sido vítima de furtos anteriores.

O caso aconteceu no município goiano de Formosa, no entorno do Distrito Federal, na tarde de quarta-feira (13). Jeferson Marques, que tinha cerca de 33 anos, foi visto por moradores da região enquanto pulava o muro da casa de José Geraldo de Sousa, por volta das 15h20.

Desconfiados, os vizinhos chamaram a polícia. O ladrão, no entanto, não conseguiu completar o furto. Segundo o delegado Carlos Firmino Dantas, responsável pelo caso, Marques foi atingido por dois tiros no peito assim que abriu a porta da casa de Sousa. “A morte foi quase que imediata”, diz.

Os tiros foram disparados pela armadilha caseira montada pelo dono do imóvel antes dele viajar. “Ele montou em cima da mesa da casa dele dois pequenos canhões, de modo que, quando alguém abrisse a porta, um fio acionava uma ratoeira, que acionava o gatilho e a armadilha atirava”, explica Dantas.

A polícia abriu um inquérito para investigar o caso. Para o delegado, houve excesso de legítima defesa. “O meio usado não é razoável. [A armadilha] Poderia por em risco até parentes.”

O dono da casa deve prestar depoimento amanhã (16). Ainda de acordo com Dantas, ele não tinha antecedentes criminais e já tinha registrado diversos boletins de ocorrência por ter tido a casa furtada. Já o ladrão era investigado pela polícia em ao menos outros três furtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Escola Higino Guerra realizou uma grande festança Julina na noite de ontem

É novidade que não acaba mais! Olha Onda – o primeiro site de compras coletivas da região. Compre com até 90% de desconto