Homem morre após dar soco na porta de casa

Divulgação

UBERLANDIA, TRIÂNGULO MINEIRO – Foi sepultado ontem, segunda-feira (7), no cemitério Campo do Bom Pastor, o servente de pedreiro Carlos Antônio Manoel, 35 anos, que morreu na noite de domingo (6) após cortar a artéria do braço esquerdo ao dar um soco no vidro de uma das portas da casa dele, no bairro Tocantins, zona oeste de Uberlândia.

O acidente ocorreu, segundo a Polícia Militar (PM), quando o homem chegou em casa, na rua Olinto Soares, e começou a discutir com a mãe. Bêbado, ficou nervoso com a situação e resolveu descontar a raiva dando um murro no vidro de uma das portas da sala. Um dos cacos rasgou a artéria braquial do homem, a principal do braço.

Além da mãe do servente, estavam no imóvel a filha, uma irmã e o cunhado. Os familiares, segundo a polícia, quando viram a situação, ficaram desesperados e pediram ajuda aos vizinhos. Uma vizinha que presenciou a cena e pediu para não ser identificada disse à reportagem todos os órgãos de seguranças foram acionados no momento, mas o atendimento demorou.

Uma viatura da Polícia Militar (PM) foi ao local e socorreu o homem, levando-o para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). Ele deu entrada com vida, mas morreu em seguida porque teve choque hipovolêmico, ou seja, o coração foi incapaz de fornecer sangue suficiente para o corpo devido à hemorragia.

Segundo um dos irmãos de Manoel, que também pediu para não ser identificado, as circunstâncias da discussão com a mãe ainda não estão claras. “A família está abalada. Ainda não sabemos os detalhes do acidente. Carlos era um homem trabalhador”, disse.

Torcedores lotaram o Sabiá para assistir América e Corinthians

Homem é baleado com seis tiros na cabeça em Uberlândia