Mais do que conforto e sensualidade calcinhas e sutiens ganham cada vez mais sofisticação

divulgação

Que lingerie básica que nada. Com tecidos e desenhos primorosos, o underwear está recebendo tratamento de coleção de moda. Devido ao investimento de estilistas, como Stella McCartney, e de marcas como La Perla, Victoria’s Secret e outra novas que surgiram no mercado, calcinhas e sutiens ganharam outro apelo além do conforto e da sensualidade: a sofisticação. Conheça uma pouco mais sobre as grifes que ditam tendência nesse mercado e alguns de seus lançamentos.


Sensualidade à flor da pele

A marca inglesa Agent Provocateur se posiciona com glamour e sensualidade. Criada em 1994, a empresa é de Joe Corré, filho de Vivienne Westwood. Explica-se, portanto, a identidade vinculada à moda tanto nos desenhos das lingeries quanto nas elaboradas campanhas publicitárias. O sutiã Eugenie é inspirado em uma garota dos anos 50. Preço: US$ 220.

Segunda pele
A estilista americana Norma Kamali, nascida em 1945, sempre esteve à frente de seu tempo. Foi ela quem desenhou o maiô vermelho eternizado pela atriz Farah Fawcett e, embora tenha uma coleção ampla em suas lojas, investe com igual esmero em lingeries. Bom humor sempre dá o tom. O modelo Bill Bottom é feito de malha e custa US$ 175.

Modelo de anjo
Você não precisa ser exatamente uma “angel” para vestir um autêntico modelo da Victoria’s Secret. A mais glamurosa das marcas tem um time de beldades como porta-voz. E quer deixar toda mulher sentindo-se igualmente linda e sensual. O sutien da foto tem um gel que elimina marcas do acessório na pele e custa US$ 45.

Peça com história
Uma das marcas mais tradicionais do mercado, fundada em 54, a italiana La Perla é sinônimo de elegância em lingerie. Mesmo nas linhas mais básicas o que se destacam são o desenho original e a manufatura quase artesanal. O modelo triângulo tem renda e tule. Preço sob consulta.

Sem babados
Na apresentação eles dizem que querem oferecer uma coleção feminina, sexy, mas sem babado. Ou seja, a americana Brulle quer atrair as mulheres contemporâneas com lingeries feitas artesanalmente. O bodysuit é da coleção batizada de Vamp e custa US$ 200.

Color block
Stella McCartney
imprime o traço clean que a distingue também na sua linha de lingerie. Os conjuntos primam pelo conforto e fogem do tradicional nude. Preço sob consulta

Renda-se
A nacional Verve quer levar conforto e boa dose de sensualidade para o underwear. A coleção é sempre bem feminina e ergonômica. O sutien Lual de tule bordado vale R$ 116.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Novo salário mínimo nacional de R$ 622 entra em vigor

Conheça os ganhadores da promoção “Natal de Amor 2011”