Administração do hospital São Camilo quebra o silêncio e revela os motivos do fechamento da unidade Capinópolis

Hospital São Camilo

CAPINÓPOLIS, PONTAL MINEIRO – Em uma entrevista exclusiva com a assessoria do hospital São Camilo, o jornal Tudo em Dia teve acesso à dados e informações sobre a atuação da instituição em Capinópolis.

O Jornal Tudo em Dia não vinculado à nenhum órgão público ou partido político e é mantido com recursos próprios. O objetivo principal é levar a informação imparcialmente  ao leitor, ouvindo e publicando a opinião de ambas as partes, cabendo ao cidadão Capinopolense formar sua própria opinião sobre o assunto.

O hospital São Camilo, antigo hospital Nossa Senhora das Vitórias, iniciou suas atividades em 2008 e encerrou as mesmas em 31 de Dezembro de 2011.

A São Camilo alega que, no período em que administrou o Hospital de Capinópolis, os partos foram realizados normalmente. Em 2011, a demanda de nascimentos na cidade foi pequena, mas ainda assim foram realizados 104 partos no Hospital, diferente do que informa a matéria enviada aos órgão da imprensa, onde informa que as gestantes eram encaminhadas à Ituiutaba.

LEIA: Partos voltam a ser realizados em Capinópolis

Veja tudo que já foi publicado sobre o Hospital São Camilo

 “Reiteramos que, conforme orientação preconizada pelo Ministério da Saúde, o Hospital São Camilo sempre priorizou a realização do parto normal, mais saudável para a mãe e o bebê e que apresenta menor risco para ambos. Sendo assim, apenas casos de indicação médica e que exigiam alta complexidade eram encaminhados à cidade de Ituiutaba, por uma questão de segurança das pacientes.

 Exames de pré natal, são por natureza, de responsabilidade dos Programas de Saúde da Família, PSF’s, sendo assim, não é função do Hospital esse acompanhamento, mas sim das Unidades Básicas.

 A São Camilo realizou em 2011 a contratação de um novo pediatra para contemplar os casos do Hospital e ampliar a assistência aos recém-nascidos. Ainda neste ano, foram realizados 34.745 atendimentos de urgência e emergência, 329 internações, 6.992 exames e 242 cirurgias” informou Lilia Cacau, assessora de imprensa da São Camilo.

 Rescisão de contrato de gestão

 “No dia 16 de maio de 2011, a Sociedade Beneficente São Camilo oficializou a denúncia do contrato junto ao Sistema Único de Saúde do Hospital São Camilo de Capinópolis na Delegacia Regional de Saúde de Ituiutaba. A denúncia se fez necessária tendo em vista o cumprimento legal de uma ação face à uma inviabilidade econômica por parte da prefeitura local na manutenção das atividades do Hospital.

 Após tentativas sem sucesso de negociação com o poder público municipal em relação ao pagamento do valor do repasse na íntegra previsto em contrato, a direção da São Camilo oficializou a denúncia para evitar quebra de contrato por falta de assistência, atraso com a folha dos funcionários e, que, situações intercorrentes aconteçam e comprometam a prestação de serviços em saúde.

 O Hospital que realiza atendimentos a 95% de usuários do SUS, contava apenas com 92% do valor oficial do repasse, o que feria o contrato previsto entre as partes. “A situação estava insustentável e os déficits se acumulavam e aumentavam consideravelmente”, explica o diretor na época, Alessandro Campos.

 Desde meados de 2008 que a São Camilo administra o Hospital. Até o final de 2011, foram feitas reformas e ampliações relevantes à população, como obras na recepção principal que organizou o fluxo de entrada de pacientes do Pronto Socorro que conta com nova sala e equipamentos.

 Aquisições de autoclave, monitores multiparâmetros, gerador, pintura na área externa e finalização das enfermarias masculinas foram realizadas para aprimorar a assistência. O berçário passou por uma ampliação e projetos foram implantados tendo em vista o bem estar social da comunidade que faz uso do Hospital.

 No dia 12 de agosto, data em que a Sociedade Beneficente São Camilo realizou a denúncia do contrato junto ao SUS na Prefeitura Municipal de Capinópolis, oficializando a permanência como gestora do Hospital por apenas mais 30 dias, ou seja, até 12 de setembro do corrente ano, aconteceu uma reunião na Promotoria Pública da cidade, quando a prefeitura manifestou interesse em cobrir os valores atrasados para manutenção das atividades do Hospital e o cumprimento do contrato na íntegra.

 Dentro do prazo estabelecido, a São Camilo aceitou a proposta do poder público municipal e permaneceu na administração do Hospital até o dia 31 de dezembro de 2011, conforme Termo de Ajustamento de Conduta, TAC”.

 “Qualquer instituição só sobrevive com parcerias, pois aumenta folha, contas e reajustes e não há repasse real que acompanhe esses gastos. Nunca deixamos de pagar funcionários ou contratos em dia, mas o problema cresce a cada mês devido ao desconto no repasse que o município tem realizado por conta própria, desta forma não há como a São Camilo continuar”, finalizou Alessandro Campos.

13 Comments

comente e responda
  1. Pra que ter conceito só em nome ,se falta atitudes e responsabilidade com a população,se você se envergonha da sua cidade ………..será que é capinopolense mesmo …………ou é só mais um que vive defendendo seus própios interesse a respeito do São Camilo.E quando ao certo ortopedista que você sitou ele já foi proibido de fazer consultas particulares,pois ele está aqui para atender o povo, e na epoca do são camilo eles sabia que isso estava ocorrendo e não fizeram nada,será que a instituição pegava um pouco do dindim…..E agora que a prefeitura está assumindo quer dar uns de bonzinho e defamar quem está realmente trabalhando pela a população de capinópolis.

  2. O que vocêis fala de conceituado……….São Camilo……..kkkkkk, essa empresa só olhava para os seus própios interesses e sem falar que eles fecharam um unidade na cidade de Ituiutaba, sem dar explicação para a população e anoiteceram e não amanheceram ,sem deixar pista ,e depois quer enganara população de Capinópolis. População abre o olho, e não se deixa levar pelos comentários maldosos que essas pessoas que ficam defendendo essa instituição ,e que nunca fez o além de obrigação que fez no contato e mais deixou muito a desejar. e hora nenhuma se preocupou com os funcionários que iria ficar aqui desempregado,pois o administrador já tinha emprego garantido em outra unidade da São Camilo. E a prefeitura sim, manteve contrato de todos os funcionários a não ser aqueles que por motivos pessoais tiveram que findar o contrato, e por vontade própria, e agora vem esse povo querer por palavras na boca do povo.

  3. olha, esse negocio que dizem q o Hospital fazia o povo “pagar” consulta é coisa dos proprios medicos , vcs sabem que um certo ortopedista faz isso enquanto muitos ficaram na fila esperando por meses uma consulta, e passa na frente dos coitados, que são umas 50 pessoas…Mas não é isso que eu tenho pra dizer.eles que resolvam esse detalhe..Realmente pesquisei na internet sobre a Instituição São camilo, que tem renome ate internacional…Francamente, falam pouco, ao contrario de certos demagogos daqui. Que vergonha de minha cidade ser tão “pequena”..

  4. O pior é o são camilo fazia o povo pagar a consulta… iam no ambulatorio e dizia que tinham acabado as cotas e tinham que pagar… acho que a prefeitura teve muita paciencia com eles… estes tal alessandro, nem daqui era,…. ia ter dó do povo porque? pra vc que acha uma empresa tão conceituda.. seu conceito de bom esta muito ruim… infelismente quem defende o São camilo pelo que estou vendo aqui, estão pouco se lixando pelo povo, estão sim fazendo politica em cima… oposição é triste, enchergam bem as coisas, mas querem tapar os olhos do povo. Mas não vai adiantar o povo não é bobo.

  5. É isso ai população de Capinópolis, está mais do que na hora de vocês manifestarem , afinal a nossa saúde vale mais. Vamos deixar de ser ”MARIONETES” desta prefeita, acordem! chega de discursos falsos, isso é uma falta de respeito com a população de Capinópolis, e pelo que sei a saúde deveria estar excelente falaram tanto da ”Instituição São Camilo”. Aliás a São Camilo cumpriu o que estava em contrato, e a prefeitura? É fácil jogar a culpa nas costa do outro, afinal quem trabalha sem dinheiro? Não tem como melhorar a saúde se não tem dinheiro. E ai como está a saúde de Capinópolis? Faltando tudo.E essa de que a ”UFU” vem é mais uma de suas promessas falsas, Virá quando? pelo que sei já era para ela estar ai, administrando o Hospital.Pesquisem na internet a ”Instituição São Camilo” que vocês vão ver quem são eles, são profissionais de respeito e que preocupam com a saúde da população, e não fazem ”Promessas falsas”, aliás eles não falam demais, eles fazem, e isso que é importante, quem fala demais faz ”Pouco”. Só digo uma coisa, perdemos uma Instituição excelente, aliás eles não brincam de profissionais. Que pena que vocês ”São Camilo” foram embora.

  6. Como descreve a reportagem esses materias citados “Aquisições de autoclave, monitores multiparâmetros, gerador, pintura na área externa e finalização das enfermarias masculinas foram realizadas para aprimorar a assistência. O berçário passou por uma ampliação e projetos foram implantados tendo em vista o bem estar social da comunidade que faz uso do Hospital.`´
    que ele diz ter foram comprado são dos tempos que o hospital era administrado pela irmãs, e se foi compro alguma coisa ,reformado foi por conta do dinhero que a prefeitura investia,pois o SÃO CAMILO só visava só luxo. Portanto é verdade que o Pronto Socorro ficou na instalação antiga ,e nada foi feito de reforma,onde a maior parte dos funcionários são públicos.E durante 3 meses o hospital são camilo encaminhou sim as gestantes e quando não encaminhava,deixava a populçao esperando horas, pois os médicos eram retirados do pronto socorro ,para fazer partos, e o médico fazia papel de anestesista,pediatra e obstetra.Portanto tudo que eles fazia era com o dinheiro do repasse da Prefeitura e mesmo assim saiu deixando que faltasse materias de limpeza,de aplicações de medicações como descreve a maria josé.E deixando claro a preeitura sim se preocupou com os funcionários do são camilo e fez oferta de emprego e manteve o mesmo salário dos mesmos, e o que fez o Alessandro ………..sumiu…e depois vem dar eslarecimentos infundados a respeito da nossa cidade.

  7. Agora entendi fui dia 10 de janeiro consultar foi preciso fazer lavagem de ouvido não foi possivel não tinha seringa. Somente os menos favorecidos que sofrem. Tanto se fala que a UFU virá quando será…

  8. Acho que ainda não chegou a hora certa de julgarmos os acontecimentos entre a São Camilo e a Prefeitura; os dois lados já contaram suas versões. Vamos aguardar, pois só o tempo irá mostrar para população o que é o município perder uma instituição tão conceituada a nível Nacional como a São Camilo; mas afinal, Capinópolis ainda é muito pequena pra suportar uma instituição tão profissionalística como tal. A população ainda se ilude muito com promessas, pronunciamento em rádio e jornais; pois então fiquem acreditando nessas história que Universidade Federal de Uberlândia “UFU”, virá pra esta cidade. Cada dia que passa eles prorrogam a chegada da tal; e assim está essa ladainha desde junho/2011, e continuará até outubro/2012 (mês de eleição). E a partir daí…….. a saúde do povo a “Deus” pertence!!!!!! Daí então, em 2013 todos poderão julgar quem estava certo e quem estava errado; e poder dizer o seguinte ditado “Ruim com eles (São Camilo), pior sem eles!!!!!

  9. Acho que os dois lados estão errados, pois do mesmo jeito que a prefeitura deveria ter passado o valor ao São Camilo, o São Camilo não deveria ter deixado a população na mão por tão pouco!
    Eles também não pensaram no povo de Capinópolis, foi uma birra desse tal Alessandro com a prefeita (dois cabeças duras pelo que eu vejo). No meu ponto de vista foi uma briguinha de menino e menina – “se não for do meu jeito não dá!” e o outro respondeu “Então vai ferrar tudo e nós vamos embora!”

  10. Pelo que eu saiba o que o municipio descontava era valor de anestesista que era da obrigação deles contratarem e não contrataram.. e então vejo o porque passar o dinheiro para pagar uma coisa que não existe… e sem falar que o são camilo deixava o povo esperando no pronto socorro e levava nossos (do povo) medicos pra sala de cirurgia… e deixava o povo esperando horas e horas la fora.. consulte o conselho de saude de nossa cidade, pegam as atas destas reunião e vejam o que era discutidos sobre o são camilo… Hoje sim ta tudo melhor lá…

  11. Eu tive que reler a matéria que fora publicada anteriormente para entender, pois com tanta demagogia em capinópolis , ja nem leio jornal e tão pouco ouço rádio..Segundo um trecho da fala da Simone ela afirma;”__O Hospital SÃO CAMILO NÃO ESTAVA CUMPRINDO AS NECESSIDADES DA COMUNIDADE”. li também os vários comentários revoltosos de defensores. Bom ate que emfim a população pode tirar suas conclusões, quem mente nesta história ? quem é que “faz de conta” com a saúde do povo? a coisa ta feia pra vcs prefeitura.Ler uma matéria como esta que foi publicada responsavelmente pelo jornal Tudo em Dia com relatos coerentes, sem “paixão” politica , mas com conteudo profissionalistico do Alessandro Campos mostra que “capinópolis” ainda é pequena pra lidar com situações tão relevantes! sinto muito por minha cidade. reconheço a transparência do São camilo em todo Brasil. E me envergonho por capinópolis não ter pessoas com o nivel de vcs ao ponto de não assumir um compromisso. É uma pena….

  12. A mais pura verdade está aí, nesta reportagem !!!

    A São Camilo é uma instituição transparente e de profissionais comprometidos com o bem estar dos usuários (pacientes)… Sem dúvidas, referencia em Saúde em vários estados do brasil… Conheço os trabalhos e estou com a São Camilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ladrão é preso em Capinópolis após roubar churrasqueira de ambulante

Consulta de CPF pelo nome