Desde o momento em que acordamos até a hora em que vamos dormir há uma série de pensamentos que definem como será o nosso dia. Toda e qualquer ação parte de uma ideia. Dessa forma podemos entender o quão importante é o pensamento para a nossa vida. Já que não vivemos sem ele, porque não pensarpositivo?

Eduardo Shinyashiki, escritor e especialista em desenvolvimento das Competências de Liderança e Preparação de Equipes, afirma que o pensamento realmente é uma forma de energia que influi nas ocorrências do dia a dia: “Com um pensamento, consciente ou não, modificamos o nosso corpo e a nós mesmos, pois cada pensamento produz uma reação bioquímica no cérebro que libera sinaisquímicos que são transmitidos ao corpo.”

___ O texto continua após a publicidade ___

Treinar novas formas de pensar e, consequentemente, de sentir e inovar a nossa maneira de agir fortalece uma mentalidade vencedora mesmo nas atividades cotidianas. “O pensamento otimista pode fazer com que a gente tome as melhores decisões frente aos desafios da vida, trazendo resultados mais expressivos também”, diz Eduardo. Quem tem o pensamento positivo não foca nos problemas, mas nas soluções e vai atrás da transformação por acreditar que ela é possível.

O palestrante afirma: “As mudanças de comportamento não são rápidas e exigem um verdadeiro comprometimento com você mesmo”. Quem deseja mudar a forma de pensar para conquistar dias melhores em 2012 deve, em primeiro lugar, reeducar o pensamento e fugir do “piloto automático” de pensamentos repetitivos. Tem que perceber a real necessidade da mudança, querer verdadeiramente mudar. “Depois é acreditar que você pode mudar e que a mudança é possível”, lembra Shinyashiki.

Eduardo lembra que mudar demanda esforço e paciência e que é importante direcionar a sua atenção no que quer. Ele recomenda não desistir, ser persistente e acreditar sempre no enorme poder pessoal que há dentro de você. “Outro ponto importante é treinar o poder da atenção. Usem a concentração focada como instrumento para direcionar a mente e os pensamentos nos objetivos e intentos importantes sem se distrair e agir de forma improdutiva”, diz.

Eduardo Shinyashiki recomenda que façamos uma reflexão: “Podemos nos perguntar: que tipo de pensamentos eu alimentei durante anos? E com que força e intensidade? Como eles influenciaram a qualidade da minha vida e a minha saúde?”.
E aí, mudou?

Fonte:http://www.bolsademulher.com/corpo/pensamento-positivo-111040.html


Comments are closed.