Dicko tratava dos répteis há mais de 40 anos e foi atacado pelas costas

Ganhou destaque esta semana na internet um vídeo que registra a morte de um tratador de crocodilos na Costa do Marfim. O homem devorado trabalhava há mais de 40 anos alimentando os animais do lago de Yamoussoukro. Com mais de 70 anos, Dicko Toke, era acostumado a entrar no local onde ficavam os crocodilos para alimentá-los e posar para fotos de turistas.

O tratador costumava entrar no local com um facão para posar para os cliques dos visitantes e seu trabalho e importância para o turismo já haviam sido reconhecidos até pelo ex-presidente do país, Félix Houphouët-Boigny.

Dicko foi atacado quando se preparava para sair da pedra onde costumava jogar comida para os répteis. Ele tentava se livrar da mordida de um dos animais quando o maior e mais velho crocodilo do lago o atacou pelas costas. Dicko foi levado para dentro do lago e não foi possível encontrar o corpo. A morte de Dicko, também conhecido como “O Velho” foi divulgada por toda a imprensa da Costa do Marfim e lamentada por grande parte da população.


Comments are closed.