Divulgação

TUPACIGUARA – O município de Tupaciguara, a cerca de 70 quilômetros de Uberlândia, vai receber um investimento de R$ 1,14 bilhão para a instalação de uma nova usina de açúcar e álcool. O projeto foi apresentado, ontem, à comunidade local, após a consolidação que aconteceu em uma reunião no gabinete do governador de Minas, Antonio Anastasia, no dia 25, que contou com a participação de políticos da região, como o deputado Nárcio Rodrigues.

A nova usina deve gerar 2,4 mil empregos diretos e cerca de 6 mil indiretos e pertence à British Petroleum no Brasil (BP Brasil). A expectativa é de que a usina esteja em pleno funcionamento em 2015.

Essa será a primeira usina de açúcar e álcool da BP Brasil a ser construída no país. A multinacional escolheu Tupaciguara como local estratégico, já que adquiriu as usinas do grupo Companhia Nacional de Açúcar e Álcool (CNAA) em Ituiutaba, Campina Verde e Itumbiara (GO). A previsão é moer 5 milhões de toneladas de cana por ano na usina para a produção de açúcar, etanol e energia elétrica a partir da queima do bagaço da cana.
De acordo com Maurício Cecílio, diretor do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi-MG), a BP Brasil investiu R$ 2 bilhões em pesquisas de sustentabilidade pelo mundo. “Foi feito um estudo para a chegada deles ao município. Eles vão minimizar o impacto social e ambiental na região”, disse.

Continua após a publicidade

Segundo o prefeito de Tupaciguara, Alexandre Bercuó, a nova usina deve dobrar o orçamento do município a partir de 2017. Hoje, o orçamento municipal é de cerca de R$ 35 milhões por ano. “A arrecadação começa anos depois do início das atividades e vai ser muito importante para nós. Além disso, há geração de emprego e renda”, disse.

Empreendimento marca retomada – Em reportagem publicada no domingo, 21, o CORREIO de Uberlândia noticiou que não começou a moagem em nenhuma das três usinas de açúcar e álcool em construção em Uberlândia e que fazem parte dos 40 projetos anunciados, a partir de 2003, em Minas. No Estado, 17, ou seja, menos da metade dos protocolos de intenção, também não saíram do papel.

De acordo com Maurício Cecílio, diretor do Indi-MG, “o anúncio da implantação da usina da British Petroleum no Brasil (BP Brasil) em Tupaciguara mostra que o governo está revisando os compromissos assumidos por empresas que formalizaram intenções com o Estado e também negociando para trazer de novas empresas”.

Nos últimos oito anos, foram implantadas 23 plantas industriais desse tipo no Estado, das quais nove foram no Triângulo Mineiro, que concentra 70% da produção estadual de álcool e açúcar.

Preço pode cair com nova unidade – Já não é vantajoso abastecer com etanol nos últimos 11 meses em Uberlândia. O combustível derivado da cana-de-açúcar oscilou entre R$ 1,50 e R$ 2,54 por litro, variação de 69,3%, de acordo com a Agência Nacional de Petróleo (ANP).

A baixa oferta do setor é um dos principais motivos, por isso a abertura de uma nova usina no Triângulo Mineiro deixa otimistas os donos de postos de combustíveis, mesmo que seja a longo prazo. “Com a oferta maior, o preço do frete diminui e se torna mais competitivo. É bom para nós, para os consumidores e para quem produz”, disse Jairo Barbosa, diretor da Minaspetro.


Comments are closed.