Homem mata ex-mulher grávida de 4 meses em Uberlândia

Carro da vítima

O corpo da lojista Celina Rodrigues da Silva assassinada no bairro Karaiba, zona sul, na noite de domingo (13), será sepultada nesta terça-feira (15), às 8h, no cemitério Campo do Bom Pastor. Ela foi morta com oito tiros quando voltava para casa e o principal suspeito do crime é o ex-companheiro da vítima. De acordo com a mãe dela, Maria Lúcia da Silva, a mulher estaria grávida do suspeito.

Carro que Celina Rodrigues estava ficou marcado pelos tiros, todos na direção do banco da motorista

Ainda abalada com a situação, a mãe da vítima, que presenciou o assassinato, disse, em entrevista à reportagem de um jornal da cidade de Uberlândia, que o autor do crime é o ex-marido da filha. Ele e Celina Rodrigues foram casados durante quatro anos e há dois meses estavam separados.

Ainda segundo a mãe, o suspeito não teria aceitado a separação e por isso matado a filha. Maria Lúcia da Silva afirmou que a filha vinha sendo ameaçada nos últimos dias mesmo estando grávida, de quatro meses, do ex-companheiro.

Segundo a polícia militar, testemunhas disseram que o suspeito seria traficante no bairro Tocantins e responsável pela morte do irmão de Celina Rodrigues, que teria sido morto por conta de dívidas por drogas.

Suspeito

O delegado de homicídios de Uberlândia, Hélder Carneiro, investiga o caso e ouviu o advogado do suspeito nesta segunda-feira (14). Segundo o delegado, o defensor disse que Oliveira estaria viajando para o Mato Grosso no dia do crime.

Hélder Carneiro não confirmou a possível gravidez da vítima e disse que deve haver uma entrevista coletiva nessa terça-feira (15) para passar mais informações sobre a investigação.

Presidente da Câmara de Cachoeira Dourada-Mg., toma posse como prefeito

Vanessa Guimarães Costa Vedovotto é a nova juíza da comarca de Capinópolis