Um dos sócios da Kiss tentou se matar, segundo Polícia

Sócio da boate Kiss

Um dos donos da boate Kiss, Elissandro Spohr, tentou se matar esta noite, de acordo com a polícia. Ele teria utilizado a mangueira do chuveiro do hospital. Elissandro, conhecido como Kiko, está internado no Hospital de Cruz Alta. O advogado de Spohr deu uma entrevista no começo da tarde desta quarta-feira (30).

Ele disse que a casa estava com a situação regularizada, que os extintores estavam recarregados à espera da vistoria dos bombeiros e também que a reforma no teto foi feita devido uma exigência do Ministério Público, que apontou um problema de acústica.

Quando questionado sobre a espuma que foi colocada no teto, o advogado disse que não sabia se esse material foi colocado após a assinatura do termo de conduta com o Ministério Público.

O advogado ainda disse que o cliente, Elissandro Spohr, cumpriu todas as determinações dos bombeiros e das equipes de arquitetos e engenheiros que prestavam serviços para a boate.

De ontem para hoje, 22 pessoas foram internadas com sintomas respiratórios em Santa Maria. O número de vítimas internadas, segundo o representante da Força Nacional do SUS, é de 143.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vivo apresenta rede 4G e primeiros smartphones Firefox OS na Campus Party

Uberlandense Angelis vence edição de A Fazenda de Verão e fatura R$ 1 milhão