Após contaminação, Anvisa suspende produtos com soja da marca Ades

divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão da fabricação, distribuição, comercialização e consumo, em todo o território nacional, de todos os lotes de vários produtos da marca Ades por “suspeita de não atenderem às exigências legais e regulamentares” do órgão.

A medida, válida para todo o território nacional, engloba todos os sabores do produto. De acordo com a Anvisa, o consumidor que tiver adquirido os produtos não deve consumi-los.

“Apesar de a Unilever já ter realizado o recall do lote do produto com sabor maçã (96 unidades, segundo informações da empresa), a Anvisa decidiu suspender todos os lotes de todos os sabores, produzidos na linha de produção em que foi identificada a falha, até que a Agência tenha mais informações sobre a verdadeira extensão do problema”, disse a Anvisa em nota.

A Unilever se posicionou sobre a suspensão imposta pela Anvisa afirmando que apenas os lotes com o suco de maçã anunciados na semana passada tiveram contaminação (lote com as iniciais AGB 25, fabricado em 25/02/2013, com validade até 22/12/2013).

Em nota, a empresa considera que “todos os demais produtos Ades não correspondentes aos lotes com iniciais ‘AG'” estão em “perfeitas condições para consumo”.  Mas, obedecendo à ordem da Anvisa, a empresa informou que já iniciou a retirada dos produtos do mercado.

A Unilever afirmou que está passando à Anvisa todas as informações necessárias para tentar revogar a proibição da venda da bebida.

Anvisa vai fiscalizar fábrica com problema

De acordo com a Anvisa, está programada para esta segunda-feira (18), uma inspeção sanitária na fábrica da empresa em Pouso Alegre (MG), na qual serão verificadas as condições de produção do alimento.

A medida foi publicada hoje no Diário Oficial da União (DOU). A Anvisa não informou por quanto tempo vale a suspensão.

A suspensão abrange todos os lotes dos seguintes produtos:

  • sabor abacaxi (embalagem de 1 litro);
  • cereais com mel (1 litro);
  • chá verde com tangerina (1 litro);
  • chá verde com limão (1 litro);
  • chocolate clássico (1 litro);
  • chocolate com coco (1 litro);
  • frapê de coco (1 litro);
  • laranja (1 litro), (1 litro promocional, leve 1 litro pague 900 ml), (1,5 litro);
  • maçã (1 litro), (1 litro promocional, leve 1 litro pague 900 ml), (1,5 litro);
  • manga (1 litro);
  • maracujá (1 litro);
  • melão (1 litro);
  • morango (1 litro);
  • original (1 litro), (1,5 litro);
  • pêssego (1 litro);
  • shake morango (1 litro);
  • uva (1 litro), (1 litro promocional, leve 1 litro pague 900 ml), (1,5 litro);
  • vitamina banana (1 litro);
  • zero frapê de coco (1 litro);
  • zero laranja (1 litro);
  • zero maçã (1 litro);
  • zero original (1 litro);
  • zero pêssego (1 litro);
  • zero vitamina banana (1 litro);
  • zero uva (1 litro).

Ainda de acordo com a Anvisa, “caso seja verificado que o problema tenha, de fato, sido solucionado  e que não atingiu outros lotes e sabores, os produtos poderão ser, novamente, liberados”.

Na semana passada, recall de Ades de maçã de 1,5 litro

Na semana passada, a Unilever já tinha anunciado um recall por contaminação com produtos de limpeza. A empresa alertou que a ingestão da substância poderia provocar queimaduras.

De acordo com a empresa, cerca de 96 unidades do produto estavam impróprias para o consumo humano (lote com as iniciais AGB 25, fabricado em 25/02/2013, com validade até 22/12/2013). As embalagens com o produto contaminado foram distribuídas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

UAITEC abre inscrições para cursos do PRONATEC

Morre o cantor Emílio Santiago aos 66 anos, no Rio de Janeiro