in

Capinópolis se prepara para mudanças no Ensino Médio

blank
divulgação

O município de Capinópolis passará a integrar a partir do próximo ano o programa da Universalização do Reinventando o Ensino Médio e a Abertura do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), lançado nesta quarta-feira (03) pela Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Ituiutaba, em solenidade realizada no Salão de Eventos do Líder Hotel. A capacitação contou com a participação  de professores, diretores de escolas estaduais e representantes municipais.

Durante o encontro, foram distribuídos aos diretores das escolas estaduais e Secretários Municipais de Educação, a Revista Pedagógica do Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa) e o Guia de revisão e reorganização do Plano de Intervenção Pedagógica 2013, sendo recebido na oportunidade pelo vice-prefeito de Capinópolis, Jorginho Jacoub e pela secretária municipal de Educação, Iracilda Pereira Duarte. Também foram discutidos os resultados do Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica (Proeb).

“São mudanças importantes que ocorrem no ensino médio que ajudará aos jovens que saem do ensino médio a conquistarem o seu espaço no mercado de trabalho”, avalia Iracilda.

A iniciativa tem o objetivo de reformular o currículo escolar convencional, com a inclusão e a integração de áreas de empregabilidade ao Currículo Básico Comum (CBC) do estudante.

“O encontro de hoje trouxe assuntos de grande importância para Ituiutaba e região. Além de contar com a presença de prefeitos, diretores e professores, uma das escolas que desenvolve o Reinventando o Ensino Médio apresentou um relato de experiências que mostrou que ela adquiriu um novo perfil, tornando o ensino mais atraente para os alunos. Também falamos sobre o Pacto, que vai agregar ao sucesso que já existente com o Programa de Intervenção Pedagógica (PIP), da Secretaria de Estado de Educação”, ressalta a diretora da SRE, Ises Maria Gomes Cintra.

O Reinventando o Ensino Médio propõe uma completa ressignificação da última etapa da educação básica, por meio de um novo modelo, criando uma nova identidade e propondo um percurso mais personalizado aos estudantes dessa etapa educacional. “Nós estamos flexibilizando os currículos, trabalhando temas transversais que possam estabelecer relações entre as disciplinas, estamos aproveitando e conferindo créditos a atividades extraclasses e apresentamos um cardápio de áreas de empregabilidade para que ele tenha um suporte de qualquer que seja a opção do aluno ao ingressar no mundo do trabalho”, disse a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola.

Áreas de empregabilidade

A partir do próximo ano, as escolas que vão receber a nova metodologia poderão escolher três entre dez opções de áreas de empregabilidade: Comunicação Aplicada; Empreendedorismo e Gestão; Meio Ambiente e Recursos Naturais; Tecnologia da Informação; Turismo; Estudos Avançados em Ciências; Estudos Avançados em Linguagens; Estudos avançados: Humanidades e Artes; Desenvolvimento Agrícola e Sustentabilidade; e Saúde: Familiar e Coletiva. Atualmente, os alunos das 133 escolas que já receberam o Reinventando o Ensino Médio contam com sete áreas de empregabilidade.

Com a universalização da iniciativa, em 2014, cerca de 380 mil estudantes estarão vivenciando a experiência do Reinventando o Ensino Médio em todo o Estado. Mas o número de alunos vai aumentar, ano a ano, até 2016, a partir de quando todos os estudantes do Ensino Médio estarão integrados ao novo modelo. Isso porque, no ano de implantação, a escola adota o Reinventando apenas nas turmas de 1º ano do ensino médio. No seguinte, as turmas de 1º e 2º fazem parte do Reinventando e no terceiro ano o programa chega a todos os três anos do ensino médio. Dessa forma, o estudante usufrui da metodologia do Reinventando ao longo de toda sua trajetória no ensino médio.

Em Capinópolis a Escola Estadual Sergio de Freitas Pacheco estará desenvolvendo essas ações a partir do próximo ano.

Assessoria