Conheça o caso da professora que tem um coração “danado de forte”

Marina Braga sofreu infarto em 2009 e tem rotina controlada

Uma vida tranquila, com uma rotina composta de trabalho, exercício físico, livre de consumo de álcool e fumo. Este é um perfil “estereotipado” para uma vida saudável e longa, mas nem sempre é garantia de saúde plena.

O infarto ao contrário do que se imagina, pode ocorrer em pessoas com todo esse perfil e a causa pode ser a hereditariedade e/ou stress.

A educadora Marina Braga, que reside em Capinópolis, sempre foi praticante de exercícios físicos e caminhada, nunca foi fumante e sofre três infartos do miocárdio no início de 2009, passando vários dias no Centro de terapia intensiva – CTI.

Recuperada, quatro anos após o infarto, Marina tem uma rotina rígida para controle de colesterol e triglicérides (placas que entopem as artérias). Caminhadas e alimentação controlada são práticas que auxiliam no controle.

Convidada a participar do programa “Bem Viver” da Tv Integração, afiliada da rede Globo,  a educadora Marina Braga gravou um depoimento sobre o drama que viveu em 2009.

“A mudança na alimentação, o uso diário de medicação e os cuidados constantes são alterações que passam a fazer parte da vida”, afirma Marina.

Atenção para os sinais e sintomas de um possível ataque cardíaco:

1) uma pressão desconfortável no peito ou nas costas que demora mais do que alguns minutos para ir embora.
2) a dor espalha-se para os ombros, pescoço ou braços.
3) A dor no peito vem acompanhada de tonturas, suor, náusea, respiração curta ou falta de ar e sensação de plenitude gástrica.

Estar perto de pessoas alegres, praticar exercícios físicos, procurar uma atividade ocupacional podem ser fatores importantes para viver com mais qualidade de vida.

VEJA A ENTREVISTA DE MARINA BRAGA AO PROGRAMA “BEM VIVER” DA TV GLOBO

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assista ao vídeo da cantora Anitta brigando com fã que jogou latinha no palco durante show

Tudo pronto para o início da EXPOPEC 2013 em Ituiutaba