Realizado o segundo Mutirão “Direito a ter Pai” pela Defensoria Pública de Ituiutaba

Segundo mutirão realizado pela defensoria pública de Ituiutaba

Foi realizado sexta-feira, 18, pela Defensoria Pública de Ituiutaba, o 2º Mutirão “Direito a ter Pai”, envolvendo casos de alta complexidade.

A defensora Mônica Alves da Costa ressaltou que foram realizados 37 exames de DNA, entre eles: reconstituição genética com parentes do primeiro grau de suposto pai falecido; Duo – suposto pai e filho investigante; Trio – mãe, suposto pai e o filho investigante, através de coleta de saliva.

Os exames foram realizados totalmente gratuitos, entre os quais os de reconstituição genética, cujo valor de mercado é aproximadamente R$ 1.600,00, como também foram realizados dois reconhecimentos espontâneos. “O reconhecimento espontâneo é feito durante todo o ano, bastando que o pai, a mãe e a criança estejam procurando a Defensoria Pública com a documentação em mãos”, disse a defensora.

Região das Sete Placas recebeu um dia de Ação, Saúde e Cidadania

Traficantes tentam jogar drogas e celulares para presos detidos na delegacia de polícia em Capinópolis