Jovem invade casa, amarra o marido e estupra a mulher

Jovem invade casa, amarra o marido e estupra a mulher / Maurício Rocha/Patos Hoje
Jovem invade casa, amarra o marido e estupra a mulher / Maurício Rocha/Patos Hoje

A noite que começou com festa para um jovem casal de Carmo do Paranaíba terminou em pesadelo. Um jovem de 21 anos invadiu a residência do casal durante a madrugada e amarrou o marido. Em seguida estuprou a mulher. O suspeito de ter cometido o crime foi preso após resistir à ação dos policiais militares.

As vítimas, de 27 e 26 anos disseram que chegaram em casa por volta de 1h da madrugada deste sábado, quando voltavam de uma festa. Segundo eles próprios, ambos haviam ingerido bebida alcoólica e foram dormir com a janela aberta. Por volta de 4h da madrugada, o morador acordou com um estranho dentro de casa e já com os seus braços amarrados.

Ameaçado de morte pelo criminoso, o homem foi levado para a varanda, onde permaneceu amarrado. O bandido voltou para dentro da casa, tirou a roupa e deitou na cama do casal, onde estava a mulher. No início, ela pensou que fosse o marido, mas quando percebeu que era um estranho começou a gritar por socorro.

O marido chegou a pensar que a mulher estivesse sendo assassinada e, com muito esforço, conseguiu se desvencilhar das amarras. A esta altura, o criminoso, já tinha deixado cair também a camisa que cobria seu rosto. Ele conseguiu fugir, mas teve a face revelada para o casal, que chamou a Polícia Militar.

De acordo com o sargento Bruno, o suspeito João Thales negou o crime, informando que foi dormir por volta de 22h.

Jovem invade casa, amarra o marido e estupra a mulher / Maurício Rocha/Patos Hoje
Jovem invade casa, amarra o marido e estupra a mulher / Maurício Rocha/Patos Hoje

Mas os policiais desconfiaram e convidaram o jovem para se dirigir até a delegacia. Ele se recusou e disse que não seriam dois soldadinhos que o levariam preso. Diante da resistência, o jovem de 21 anos e o sargento Bruno acabaram feridos.

João Thales foi reconhecido pelas vítimas. Segundo o sargento Bruno, a camisa que a mãe levou para que ele não fosse preso sem camisa, é a mesa que ele usou para cobrir o rosto. O policial informou também que João já tem outras passagens pela polícia, inclusive por tráfico de drogas.

A mulher confirmou que houve o estupro e foi levada para fazer o exame de corpo de delito. O cinto e os cadarços usados para amarrar o marido foram apreendidos. João Thales deverá ser indiciado por estupro.

Maurício Rocha/Patos Hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bombeiros retiram anel preso ao dedo de adolescente em Ituiutaba

Homem de 40 anos morre em acidente envolvendo uma moto em Ituiutaba