Secretaria de Desenvolvimento Social e CREAS realizam a Semana Municipal de Combate às Drogas em Ituiutaba
Secretaria de Desenvolvimento Social e CREAS realizam a Semana Municipal de Combate às Drogas em Ituiutaba

ITUIUTABA Objetivando criar mecanismos que promovam ações de combate aos entorpecentes, a Prefeitura de Ituiutaba, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, estará realizando, a partir da próxima segunda-feira, dia 10 de março, as comemorações da Primeira Semana Municipal Construindo Redes para Enfrentar as Drogas.

 

Essa iniciativa se volta para a implantação em Ituiutaba da Comunidade Terapêutica São José, que em breve será inaugurada, se caracterizando como um importante equipamento social do município, para o tratamento de adolescentes de 12 a 18 anos usuários de drogas.

Continua após a publicidade

 

O evento, que está programado para acontecer de 10 a 14 de março, das 13 às 17 horas, na sede da Associação Comercial e Industrial de Ituiutaba – ACII, contará com a presença membro da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas – FEBRACT, na condição de perito, Padre Vitor Hugo Gerhard, colaborador na fundação da primeira comunidade terapêutica do Rio Grande do Sul.

 

Natural de Novo Hamburgo, Pe. Vitor Hugo Gerhard já trabalhou como pároco em várias cidades, como Novo Hamburgo, Parobé, Sapiranga, Porto Alegre e outras. Foi secretário da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil por 10 anos; tem Mestrado em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma; está envolvido com a questão das drogas desde 1997, quando então colaborou na criação da primeira comunidade terapêutica do RS, para adolescentes entre 12 e 18 anos.

 

Para a coordenadora do CREAS, Ana Flávia de Carvalho Santana, o evento é de extrema importância para reforçar os laços entre a comunidade e os órgãos que lidam com a realidade do consumo de drogas pelos jovens. “Nos dias atuais, uma das piores mazelas é o crescente número de usuários de drogas e as consequências desta cruel realidade. Cada vez mais cedo nossos adolescentes, e até nossas crianças, são vítimas das drogas lícitas e ilícitas, e todos somos afetados de maneira direta ou indireta. Esta triste constatação precisa ser enfrentada com seriedade, sem qualquer forma de preconceito e, menos ainda, de forma isolada. Enfim, cada um de nós representa os elos que formam uma rede, construída para enfrentar as drogas”, afirma Ana Flávia.

 

Representantes do Instituto Viva a Vida – Instituto Sóvida – organização não governamental de terceiro setor da sociedade, que possui sua diretoria formada por voluntários e é a responsável pela implantação da Comunidade Terapêutica São José, também estarão presentes no evento.

 

“Todos nós, enquanto gestores, temos o dever de cuidar para que nossos jovens sejam resguardados dos perigos das drogas, além de oferecer condições adequadas de tratamento, quando estes já têm algum tipo de contato com entorpecentes”, avalia a secretária de Desenvolvimento Social, Sônia Correa do Carmo.


Comments are closed.