OLYMPUS DIGITAL CAMERA

ITUIUTABA – A inauguração de um serviço nem sempre é precedida ou imediatamente seguida da necessária definição dos seus parâmetros e critérios de funcionamento.

O SUAS, como estratégia para garantia de direitos socioassistenciais, prevê que:

Continua após a publicidade

• A construção de um sistema guarda sempre o risco de transformar objetivos operacionais em fins organizacionais;

• A necessidade de auto-reprodução do sistema não pode afastar as ações de sua razão primeira de existir, qual seja a garantia de seguranças sociais tendo como fim a ampliação das capacidades fundamentais para a constituição de sujeitos políticos autônomos;

• O caráter emancipatório (de ruptura) das ações do SUAS só pode ser assegurado na medida em que os objetivos (práticos e políticos) que justificaram a sua criação não forem perdidos de vista ao longo do trabalho cotidiano dos sujeitos que efetivamente concretizam as ações desse sistema, que são, consequentemente, os sujeitos que mantém ou descartam esses objetivos primeiros.

 

Na busca de maiores condições para aprimorar e executar a garantia dos direitos socioassistenciais, as equipes dos 4 CRAS e representantes do CREAS de Ituiutaba estiveram reunidas, no dia 4 de abril, numa das salas da UAITEC, sob a coordenação de Eliane Emídio, técnica da SEDS, para um estudo e troca de conhecimento e experiências, buscando maior efetividade, cumprimento e eficácia do direcionamento definido pelo SUAS.

 

Na oportunidade, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social ofereceu às presentes informações bem detalhadas sobre a assistência social, no sistema de proteção social brasileiro e sua operacionalidade.

 

O funcionamento das instituições que zelam por esta proteção pressupõe:

• planejamento das ações;

• organização de trabalho em equipe;

• registro de informações.

 

É na ordenação e execução do trabalho nesta linha é que vai existir a sua eficácia. A conexão com o PAIF é fundamental, para que a rede se estabeleça e amplie, confirmando a lógica necessária da inclusão, processo voltado ao acesso dos usuários do SUAS aos demais serviços setoriais.

 

A riqueza de informações e a valiosa troca de experiências oportunizadas pela SEDS entusiasmaram os participantes que solicitaram à secretária de Desenvolvimento Social, Sônia Maria Clemente Correa do Carmo, a continuidade destas capacitações.

 

A secretária de Desenvolvimento Social, Sônia Correa do Carmo, enfatizou que “se é para melhorar o conhecimento, beneficiando nossos usuários, podem contar que as faremos”.

 


Comments are closed.