Homem morre em acidente entre caminhonete e bitrem na BR-365

DIOGO MACHADO

Caminhonete teria atravessado a pista sem sinalizar e foi atingida por bitrem (Foto: Alessandre Pereira)
Caminhonete teria atravessado a pista sem sinalizar e foi atingida por bitrem (Foto: Alessandre Pereira)

Um homem morreu e duas pessoas ficaram gravemente feridas em um acidente envolvendo uma carreta bitrem e uma caminhonete, próximo ao km 554 da BR-365, a 50 km de Uberlândia. Uma conversão irregular do veículo de passeio teria causado o acidente. Bombeiros de Araguari, Romaria e Uberlândia foram chamados para atender a ocorrência. Todas as vítimas estavam na caminhonete. O motorista da carreta não teve ferimentos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o condutor da caminhonete, Braulino de Jesus Queiroz, de 44 anos, teria parado no acostamento e, sem sinalizar, virado à esquerda para entrar em um posto de combustíveis do outro lado da via. Ao tentar cruzar a rodovia, a carreta, carregada de farinha, bateu na lateral da caminhonete. “Depois do choque a caminhonete foi arrastada pela carreta ate uma área de mata na lateral da pista contraria. Queiroz morreu no local, a mulher que estava no banco traz foi socorrida por populares e a outra, sentada na frente, precisou ser desencarcerada e foi encaminhada para atendimento pelos Bombeiros”, afirmou o comandante do 2º Comando do Interior do Corpo de Bombeiros, coronel Felipe Aidar.

As vítimas socorridas foram levadas em estado grave ao Proto Socorro do Hospital de Clinicas da Universidade Federal de Uberlândia (PS-UFU). A passageira da frente teve traumatismo craniano grave e continua no mesmo estado à outra vítima está estável.

Caminhonete teria atravessado a pista sem sinalizar e foi atingida por bitrem (Foto: Alessandre Pereira)
Caminhonete teria atravessado a pista sem sinalizar e foi atingida por bitrem (Foto: Alessandre Pereira)

O motorista do bitrem, Rodrigo da silva, de 30 anos, seguia do estado do Paraná para são Miguel da Barra, na Bahia. Segundo ele, há dois anos e meio conduz caminhões de grande porte e essa foi a primeira vez que se envolveu em um acidente. “Eu não tive o que fazer. Ele me viu antes de cruzar na rodovia, já tinha me ultrapassado lá atrás e sabia que eu seguia pela reta. Do acostamento, sem dar seta, ele entrou de uma vez na minha frente.”

Neste quilômetro da rodovia, próximo ao local do acidente, marcas na pista e postes nas laterais indicam a instalação de radares, o que aparentemente não foi concluído, já que a estrutura estava sem o equipamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sérgio Reis deixa UTI e apresenta estado de saúde estável

Residencial Nadime Derze 1 será entregue no dia 30 de junho