Assange diz que não pode ver filhos há quatro anos

Julian Assange
Julian Assange

O criador do site WikiLeaks, Julian Assange, disse nesta quinta-feira (19) que por razões de segurança não pode ver seus filhos há quatro anos.

“É difícil para meus filhos, a situação faz com que não nos vemos em quatro anos”, disse o australiano durante entrevista coletiva na embaixada do Equador em Londres.

Ele está há dois anos refugiado no local e antes passou o mesmo período em liberdade condicional, sem poder deixar o Reino Unido.

Assange não revelou detalhes sobre os filhos, mas disse que familiares “se mudaram, trocaram os nomes, incluindo minha mãe”.

Ele se refugiou na embaixada em 19 de junho de 2012. O Equador aceitou seu pedido de asilo, mas o governo britânico não concedeu o salvo conduto para que ele realize a viagem.

O ministro de Relações Exteriores do Equador, Ricardo Patiño, também participou da coletiva direto de Quito.

A Suécia –onde Assange é investigado por abuso sexual– quer a sua extradição. Ele alega que a investigação serve apenas para enviá-lo para aos Estados Unidos.

O WikiLeaks revelou dezenas de documentos secretos da diplomacia americana em 2010, o que revoltou Washington.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ingressos para Miley Cyrus em SP estão à venda e variam de R$ 140 a R$ 650

Artesanato em fibras é tema de curso em Cachoeira Dourada de Minas