Jovem que morreu após fazer garota refém apresentava comportamento depressivo

PAULO BRAGA / JORNAL TUDO EM DIA

Igor chegou a tatuar o nome da suposta namorada no peito
Igor chegou a tatuar o nome da suposta namorada no peito

CAPINÓPOLIS, TRIÂNGULO MINEIRO – O jovem morto por um policial na última terça-feira (22) após pular o muro de uma escola municipal em Ituiutaba (MG) e fazer uma garota refém, apresentava comportamento depressivo.

Igor Henrique da Silva, 17, pulou o muro da escola Machado de Assis e fez Lara Gouveia, sua suposta namorada, como refém, ameaçando-a com um facão.

Igor teria ficado inconformado com o término do relacionamento com Lara e isso teria motivado a ação do adolescente. O jovem foi morto por um policial com um tiro na nuca.

Segundo o capitão PM Michel Leandro Abrão o adolescente chegou à instituição armado de um facão, rendeu as pessoas que estavam na portaria e começou a ameaçar alunos, professores e funcionários, enquanto procurava a menina.

“Fomos acionados e quando chegamos vimos o garoto transtornado, ameaçando cortar o pescoço da menina com o facão. Tentamos negociar por cerca de 30 minutos, mas ele disse que só a largaria se fosse morto”, afirmou.

A mãe da garota nega que os adolescentes fossem namorados. Igor chegou a tatuar o nome de Lara no peito.

De origem simples, Igor Henrique era empacotador em um supermercado em Capinópolis (MG) e adotava o pseudônimo de “Castiel – Anjo do senhor”  em uma rede social.

Castiel é um personagem fictício de uma série de TV Norte Americana, um anjo, que possui uma série de habilidades sobrenaturais, incluindo a capacidade de matar demônios e é interpretado pelo ator Misha Collins. Inicialmente, o personagem demonstra completa devoção a Deus e pouca emoção, mas ao contrário de uma representação estereotipada dos anjos de televisão, nem sempre ajuda as pessoas e está disposto a matar inocentes, se necessário.

Em fevereiro deste ano, Igor apresentava comportamento depressivo e publicou em uma rede social “Paramos de procurar monstros debaixo da cama depois que descobrimos que eles estão dentro de nós”. Em Março, uma nova postagem chama a atenção “Já estou morto, mas meu corpo ainda caminha pela terra”.

Amigos e parentes se despediram de Igor Henrique da Silva e o corpo do jovem foi sepultado às 15h da tarde desta Quarta-feira (23).

Postagens feitas em uma rede social
Postagens feitas em uma rede social

Deputado João Lyra declara estar mais rico do que antes da falência de seu grupo

Campeonato de “Dourada” Maria Helena Vicente tem início em Capinópolis