‘Meu pai não teve culpa’, diz menino que perdeu braço após ataque de tigre no PR

Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo

Vrajamany Fernandes Rocha, de 11 anos, inocentou o pai do incidente no qual teve o braço direito amputado após ser mordido por um tigre no zoológico do Paraná, no dia 30 de julho.

Em entrevista ao Fantástico, da Rede Globo, o menino declarou que o pai não podia saber o que ia acontece e disse que a área restrita do zoológico, onde ficam os animais perigosos, não tinha nenhum tipo de segurança e que ele pulou a grade três vezes.
“Meu pai não teve culpa. Ele não sabia o que ia acontecer. Nem eu sabia”.

A ação foi filmada por frequentadores do parque. Nas imagens, é possível ver o menino oferecendo ossos de galinha ao animal e se pendurando na grade. Ele disse que fez isso para chamar a atenção do tigre.

O menino afirmou ainda que não lembrou que o animal poderia estar marcando território, quando urinou próximo ao local onde o menino estava. O garoto afirmou ainda que ficou o tempo todo consciente e soube que perderia o braço já na ambulância.

“Na ambulância eu sabia que iam cortar meu braço e já fiquei triste lá”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mãe é presa por obrigar filha de 12 anos a se prostituir em Teófilo Otoni

A presidente Dilma Rousseff visitou Iturama (MG) e saiu em defesa à Pedtrobras