Site do AfroReggae com vídeos de Aécio e Campos é hackeado, diz ONG

Ao lado de José Júnior, Aécio visita sede do AfroReggae, no Rio
Ao lado de José Júnior, Aécio visita sede do AfroReggae, no Rio | George Gianni11-fev.2014/Divulgação/PSDB

O fundador e coordenador do grupo cultural AfroReggae, José Júnior, disse que o site da ONG foi hackeado na noite deste sábado (9) e que está fora do ar.

“Tiramos o site do ar. Os dois vídeos mais atingidos eram os que tinham conteúdos com Eduardo Campos (PSB) e o Aécio Neves (PSDB). Foram publicados vários banners”, disse.

Júnior é um dos coordenadores da campanha à Presidência da República de Aécio Neves (PSDB) e mantinha no site vídeos de visitas do tucano a projetos sociais da ONG. Também havia registro em vídeo de uma visita do candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, acompanhado de sua vice Marina Silva, no último dia 6 de junho.

O coordenador relatou também que o site foi produzido em uma plataforma que fora atualizada na semana passada, e a invasão deve ter ocorrido em alguma brecha durante esse processo.

“Eles introduziram malwares [programas que se infiltram como vírus] e um código para disparo de spam. O nosso domínio está marcado em lista negra de spam, pois o código [inserido] disparou mais de 60 mil emails como se fosse nós. Não houve perda de código, por isso temos todo material para investigação”, afirmou.

Outros sites do Afroreggae também foram contaminados, como o “Doe Agora”, “Na Realidade” e “Juventude e Dados”, segundo Júnior. A ONG pretende fazer um registro de ocorrência na DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática) sobre o ocorrido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Personalidades – Luiz Pedro Correa do Carmo

Mãe é presa por obrigar filha de 12 anos a se prostituir em Teófilo Otoni