Acidente doméstico é tema de reunião do PSF Alvorada em Capinópolis

Acidente doméstico é tema de reunião do PSF
Acidente doméstico é tema de reunião do PSF

CAPINÓPOLIS – A preocupação com o crescimento do número de acidentes domésticos levou as equipes do Programa Saúde da Família a prepararem reuniões para discutir o assunto junto às mamães, em especial de recém nascidos.

 Na verdade, criança mexe em tudo, pois explorar o ambiente ao seu redor faz parte do seu desenvolvimento no dia a dia, mesmo que essa exploração seja num ambiente restrito, como o próprio berço. Evitar uma tragédia, requer dos pais ou responsáveis tomem algumas medidas preventivas, onde na maioria das vezes esses acidentes ocorrem dentro da própria casa. Segundo pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, a maioria das quedas até os 9 anos de idade, por exemplo, se deu no lar doce lar.

 O trabalho faz parte de um programa desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde, por intermédio da Coordenação de Atenção Primária, através do Programa de Puericultura, que tem suas reuniões mensais, onde as mães não só recebem orientação, como também tem a pesagem e medição do bebê, num acompanhamento preventivo de suma importância para o desenvolvimento da criança.

 O tema começou a ser discutido na semana passada pela equipe do PSF Alvorada, tendo sequência nesta terça-feira no PSF Ideal e PSF São João, e nesta quarta-feira no PSF Semíramis e PSF Recanto das Acácias.

 Grades ou redes de proteção, móveis bem colocados, cuidados com as escadas, chão liso e tapetes, evitar colocar crianças menores que 6 anos dormir em beliches, cuidados ao trocar fralda, mantendo sempre uma mão segurando o bebê. Nunca deixe um bebê sozinho em mesas, cama e outros móveis, mesmo que seja por um instante. Proteja as tomadas com protetores específicos, baratos e facilmente encontrados em supermercados e lojas de produtos infantis.

 Segundo especialistas, cabos de panelas e ferro de passar roupa são outros vilões em termos de acidentes domésticos com crianças. “As mães devem ficar atentas até mesmo com produtos de limpeza em embalagens de alimentos e refrigerantes, que pode confundir a criança e a mesma ingerir”, avaliam.

 “Por isso é muito importante os pais participarem de reuniões como essa, pois ali são tiradas as dúvidas e eles recebem orientação que pode salvar uma vida”, completa a secretária municipal de Saúde, Simone Dantas.

Dia D na escola é um momento de discussão pelas comunidades escolares

Cobra perde luta contra mangusto e é devorada; veja o vídeo