Programa Municipal de Combate ao Tabagismo promove mais uma ação no Calçadão

Programa Municipal de Combate ao Tabagismo promove mais uma ação no Calçadão
Programa Municipal de Combate ao Tabagismo promove mais uma ação no Calçadão

ITUIUTABA A ação, que está sendo promovida pela equipe do Programa Municipal de Combate ao Tabagismo, da Secretaria de Saúde de Ituiutaba, acontecerá nesta sexta-feira, no Calçadão da Avenida Quinze entre as Ruas 20 e 22, das 12 às 17 horas, e será em comemoração ao Dia Nacional Sem Tabaco, que é comemorado no dia 29 de agosto.

Na ação haverá distribuição de panfletos, serão feitos cadastros e a divulgação do Programa Municipal de Controle ao Tabagismo.

O objetivo da ação é motivar os tabagistas a serem ex-fumantes, participando da terapia cognitivo comportamental em grupo com sessões estruturadas. No primeiro mês, uma vez por semana, no segundo mês de 15 em 15 dias e a manutenção até completar 1 ano. Ainda, segundo a coordenadora do Programa, Juliana Guimarães, nesse período os pacientes serão apoiados e encorajados a enfrentar a abstinência com compreensão do processo e mudanças de hábitos (automatismo) e prevenindo a recaída diante das situações de limite.

De acordo com o médico responsável pelo Programa, Dr. Eliseu dos Reis da Costa, após as reuniões com a psicóloga, os participantes do Programa são encaminhados, se necessário, para o acompanhamento médico para administração de métodos de auxílio como os adesivos de nicotina, que são colados na parte superior do corpo, induzindo à parada na vontade de fumar. Além disso, existe ainda os chicletes de nicotina, que podem ser usados até seis unidades por dia e são indicados para quem fuma de 4 a 5 cigarros por dia. Outro medicamento que pode ser associado a esses métodos é a administração de Bupropiona, indicado a pessoas ansiosas e causa uma certa aversão ao fumo.

“Percebemos em nossos tratamentos que a maioria dos casos de pessoas que nos procuram estão na faixa etária acima dos 50 anos e são do sexo feminino, o que revela que, apenas depois de descoberto algum tipo de patologia relacionada ao uso do cigarro, é que essas pessoas procuram ajuda para parar de fumar. Esses fatores indicam, sobretudo, que as mulheres, por sua vida estressante com seus afazeres, são mais conscientes, porém tem maior dificuldade de largar o vício do cigarro”, avalia o Dr. Eliseu.

Programa Antitabagismo

Além de atendimento médico e psicológico, os integrantes do Programa ainda contam com palestras e reuniões. Quem quiser se inscrever no programa e só procurar a UMS1, das 13 às 17 horas, e falar com a psicóloga e coordenadora do programa, Juliana.  O Programa Antitabagismo atende na Unidade Mista de Saúde 1 (UMS1) “Carlos Modesto dos Santos”, no bairro Elândia, em Ituiutaba, ou pelo telefone (34) 3268-2391.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dia “D” comemorado com muita atividade física em Capinópolis

Ex-policial é condenado a 12 anos de prisão pela morte de jornalista