Bebê foi encontrada em rua do Jardim Progresso, em Ribeirão Preto, SP (Foto: Reprodução/EPTV)
Bebê foi encontrada em rua do Jardim Progresso, em Ribeirão Preto, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

Um bebê com cerca de oito meses foi encontrado engatinhando na rua, debaixo de chuva, na madrugada deste sábado (20) em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo).

Segundo informou a Polícia Civil, a menina foi encontrada por um homem que saía de um forró, no Jardim Progresso, zona oeste da cidade.

Assustado, ele entregou a criança à vendedora Natália Barbara Lima, 24, que também estava na festa. “Eu levei o bebê na casa de uma amiga, dei banho e troquei a roupa dele.” Depois disso, afirmou, chamou a polícia.

Continua após a publicidade

A vendedora contou ainda que a criança não estava machucada, apenas suja e com fome. Ela e a amiga deram o nome à menina de Maria Eduarda. “A gente salvou a vida dela, mas foi eu quem ganhou um presente. Vou fazer aniversário e meu presente é a felicidade dela.”

Natália disse que não sabe quem é a mãe da criança. De acordo com relatos de testemunhas à polícia, a suspeita é que ela more no mesmo bairro onde a criança foi encontrada.

O bebê está sob responsabilidade do Conselho Tutelar e ficará em um abrigo por tempo indeterminado. Natália afirmou que quer manter contato com a criança. “Amanhã [domingo, 21] é meu dia de folga e quero muito vê-la.”

“Pegaram em casa’, diz mãe suspeita de abandonar bebê

A mãe suspeita de abandonar uma bebê de 11 meses, encontrada engatinhando em uma rua do Jardim Progresso, em Ribeirão Preto (SP), afirmou neste sábado (20) que não estava em casa no momento em que a filha desapareceu e que acredita que pegaram a criança e a deixaram na rua. A menina está em um abrigo e o caso é acompanhado pelo Conselho Tutelar.

“Eu dei de mamar para ela, saí até a rua de trás e quando eu voltei minha filha não estava mais”, disse Daniela da Silva. “Entraram dentro de casa, pegaram ela e disseram que ela estava aqui fora, mas não tinha como ela estar aqui fora”, afirmou. A menina foi encontrada por frequentadores de um forró, que era realizado próximo a casa da criança.

Sobre a possibilidade da bebê ter saído sozinha de dentro de casa, Daniela nega. “Não tinha como ela estar para fora, ela não anda ainda e não sai do fundo até a porta de casa”, disse. “Tenho certeza que alguém entrou em casa e pegou, meus irmãos estavam dormindo”.


Comments are closed.