Ação nas escolas reforça combate à Dengue em Capinópolis

Ação nas escolas reforça combate à Dengue em Capinópolis
Ação nas escolas reforça combate à Dengue em Capinópolis


CAPINÓPOLIS –
Se já não bastasse o drama vivido pelos brasileiros no combate à Dengue pelo país, agora o surgimento de um novo vírus preocupa ainda mais as autoridades brasileiras à véspera do início do período chuvoso, onde aumentam as notificações e registro de casos.

(Esq) Marilane Vilela, Cida Costa, Amélia Oliveira e as alunas
(Esq) Marilane Vilela, Cida Costa, Amélia Oliveira e alunas da escola Higino Guerra

Para garantir maior sucesso nesse trabalho contínuo de combate à Dengue, a Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura tem levado pra dentro das escolas ações importantes, que tem como objetivo, buscar multiplicadores das ações dentro das residências.

Segundo informações da secretária municipal de Saúde, Simone Dantas, nas últimas semanas as educadoras em Saúde Amélia Francisca e Marilane Vilela foram até a Escola Municipal Higino Guerra e entregaram aos alunos da professora Suely, do segundo ano vespertino, brindes, sendo eles os vencedores da Campanha “COMBATE A DENGUE”, levando o maior número de objetos que acumulem água como: garrafas pet, sacolinhas e latas. “Ações como essa evitam a formação de novos focos, e agradecemos o apoio dos pais e a parceria da Secretaria Municipal de Educação”, disse Amélia.

De acordo com a equipe de Controle de Vetores, esse é um período onde deve-se buscar parceiros no combate à Dengue, e os alunos em todas as escolas são os multiplicadores que se precisa, e muitas vezes gincanas e competições saudáveis como as que vem sendo realizadas trazem ótimos resultados. “Encontramos nas residências sempre os mesmos problemas, e isso nos preocupa muito, porém, com o que está sendo feito com as crianças nas escolas, esperamos que eles levem isso pra dentro de suas casas e passem a monitorar suas residências a partir de agora”, comenta o supervisor de Equipe, José Antonio Costa.

Novo Vírus

O sistema de vigilância do SUS acompanha com preocupação casos de uma doença chamada ChikunGunya, transmitida pelo próprio mosquito da Dengue. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, desde 2004, o vírus foi identificado em 19 países. Nas Antilhas e na Guiana Francesa, desde dezembro a doença provocou indiretamente a morte de 33 pessoas. No Brasil, alguns casos estão sendo monitorados.

A transmissão da dengue e da Febre Chikungunya é feita pelo mesmo mosquito, o Aedes aegypti. Segundo o Ministério da Saúde, todas as 20 pessoas que tiveram a doença no Brasil foram contaminadas fora do país. Mas, se um paciente que chega ao Brasil com a doença for picado, o mosquito pode transmitir a febre ao picar outra pessoa. A preocupação é evitar que o vírus se espalhe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ladrão flagrado furtando carro é espancado em Uberaba

Massagista gasta quase R$ 50 mil para ter três seios