Um homem de 57 anos foi preso na tarde desta quinta-feira (9), no bairro Brasil, setor central de Uberlândia suspeito de ter estuprado a sobrinha-neta, de 12 anos, no início desse ano. Segundo informações da Polícia Civil (PC), o crime ocorreu entre os dias 13 e 27 de janeiro, quando a menina, que mora em São Paulo, passava férias na casa da avó paterna. O suposto autor foi autuado por estupro de vulnerável e encaminhado para o Presídio Jacy de Assis. Se condenado, pode cumprir pena de sete a 15 anos de detenção.

De acordo com a delegada Lia Valechi, que responde interinamente pela Delegacia de Menores, o suspeito teria obrigado a menina a manter relações sexuais com ele sob ameaça de violência física. “Ele morava nos fundos da casa da avó paterna, onde ela estava, e a obrigou a fazer sexo anal e oral com ele. Se ela se recusava, ele a agredia fisicamente, com tapas e socos no rosto”, disse.

Continua após a publicidade

A denúncia, segundo ela, foi feita pela tia da garota, depois de encontrar mensagens obscenas em seu celular. “Uma prima da menina teria visto as mensagens e avisado à mãe, que é tia da vítima e fez a denúncia. A menor e outros familiares foram ouvidos, mas o suspeito negou que praticasse qualquer um dos atos de que estava sendo acusado”, afirmou.

Ainda segundo informações da PC, o suspeito foi encontrado nu, enrolado em uma toalha, enquanto conversava com alguém pela internet. Ao ser ouvido, ele alegou que teria perdido o seu celular dentro de casa, durante uma reforma, e que portanto não seria o autor do estupro. Ele não tem passagens pelo sistema Copom.

Correio de Uberlândia


Comments are closed.