aac se reuniu na manhã desta terça-feira com dirigentes da Copasa e da administração municipal para uma avaliação e tomada de medidas emergenciais junto aos moradores, podendo haver racionamento de água

 

 

divulgação
divulgação
Continua após a publicidade

CAPINÓPOLIS – A população de Capinópolis deve acender a luz de alerta em suas residências a partir de agora, e acima de tudo, evitar o desperdício de água. A falta de chuvas e a perspectiva de atraso na chegada do período chuvoso traz preocupação para todos, inclusive as autoridades municipais que estiveram reunidas na manhã desta terça-feira para discutir o assunto.

Segundo nota encaminhada à imprensa pela COPASA, responsável pela captação, tratamento e distribuição no município, ela informa que na última semana, os mananciais responsáveis pela captação de água da Copasa em Capinópolis apresentaram uma queda de vazão expressiva. Até o momento, não há registro de intermitência no abastecimento da cidade, mas o consumo consciente, economizando o máximo possível é essencial para que não haja necessidade de abastecimento por meio de rodízio.

Minas Gerais atravessa um período hidroclimático atípico. Na grande maioria dos rios que banham o estado, as vazões registradas entre junho e julho deste ano são as menores não apenas dos últimos dez anos, mas, em alguns casos, inferiores aos dados registrados em mais de cem anos. Esse cenário vem sendo provocado pelo baixo índice de chuvas registradas no último verão.

Consumo consciente

 

A Copasa conta com a colaboração de todos os moradores de Capinópolis para enfrentar este período de estiagem, evitando desperdícios. Atitudes simples como lavar o carro com balde de água no lugar da mangueira; deixar a torneira fechada enquanto escova os dentes; tomar banhos rápidos, suficientes para a higiene corporal; aguar plantas com regador; e não lavar o passeio com água tratada fazem toda a diferença. A Copasa lembra que o uso consciente da água é importante em qualquer estação do ano.


Comments are closed.