Falta de chuvas deixa Capinópolis em estado de alerta. Pode haver racionamento de água

NascenteRibeiraodoCapim
Captação de água da Copasa em Capinópolis


CAPINÓPOIS –
Com sensação térmica acima de 40°C, o município de Capinópolis começa a viver um grande drama que pode levar a cidade a ter racionamento de água distribuída pela COPASA. A prefeita Dinair Isaac agendou para esta terça-feira, 14, uma reunião emergencial para discutir o assunto.

 Observando a previsão do tempo dos institutos climatológicos, não dá para ter tanta esperança nas próximas semanas, visto que um deles, mostra que deve chover até o dia 25, menos de 10mm de acumulado. “É hora de todos nós agirmos com responsabilidade”, disse a prefeita.

 “Vamos nos reunir e tomar uma decisão que não prejudique a população, mas que não deixe a nossa cidade em situação de calamidade”, comentou Dinair.

 A situação não tem sido diferente no campo, onde os produtores rurais aguardam a chegada do período chuvoso para o plantio da safra de verão, que em Capinópolis tem mostrado crescimento nas áreas de soja e milho. Para o secretário municipal de Agricultura, Wagner Juvêncio, a situação é crítica também no setor rural, e como sempre acontece, além de não ter um seguro adequado para sua safra, o produtor tem ainda que estar orando por um bom período de chuvas. “Vida de produtor rural não é fácil, uma hora o excesso de chuvas, outra hora a falta de chuvas. Nesse momento já há um atraso no plantio em muitas regiões”, disse.

Menina de 10 anos tem dia de herói com bombeiros de Ituiutaba

Copasa diz que queda de vazão nos mananciais em Capinópolis preocupa