Estudo avaliou curtidas e compartilhamentos nas páginas oficiais. Internautas interagem mais em posts agressivos

Eleitores de Aécio são 23% mais engajados nas redes sociais, revela consultoria
Eleitores de Aécio são 23% mais engajados nas redes sociais, revela consultoria

presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição do PT. Os dados são da consultoria Conversion ao iG, que analisou o nível de engajamento do eleitor brasileiro nas redes sociais dos dois candidatos que disputam à Presidência da República neste segundo turno.

O levantamento envolveu as postagens de cada candidato realizadas entre 12h do dia 14 e 12h do dia 15, contando as horas antes, durante e depois do primeiro debate do segundo turno, transmitido pela TV Band. Segundo o estudo, às vesperas do encontro na TV, o engajamento dos eleitores de Aécio registrou queda, entretanto, alcançou um nível muito alto no domingo. O perfil de Dilma ficou estável e terminou a terça-feira com a melhor atuação do período.

A consultoria reuniu dados como o total de seguidores de cada perfil, a quantidade de atualização no período, o tipo de argumento utilizado, o volume de interação em cada postagem e o nível de engajamento. O último quesito foi classificado pela proporção entre número de curtidas e compartilhamentos nas páginas e seguidores de cada candidato. Hoje, Aécio tem 2,7 milhões de fãs e Dilma cerca 1,5 milhão.

Continua após a publicidade

Ataque a autopromoções

bko5032nnfpa4fa1ec3et707t

O estudo também observou o comportamento das páginas oficiais, que investem em peso com conteúdo de ataque ao adversário ou postagem autopromocional. Neste quesito, o candidato Aécio Neves foi quem mais fez propaganda de si mesmo. Os temas tratados pela campanha do tucano foram distribuídos em autoelogios (50%), ataques ao governo do PT (25%) e propostas (25%).

Na página de Dilma Rousseff, os ataques ao adversário e aos governos tucanos ocuparam 51% das declarações. Autopromoção ficou com 44% e propostas para o futuro apenas 5%. Um ponto interessante destacado pela consultoria foi a postura autopromocional da campanha petista após o debate da TV Band (86%) e a redução de ataques (14%).

A pesquisa revelou que postar ataques ao oponente pode ser o caminho para gerar mais repercussões nas redes. Aécio e Dilma são mais bem sucedidos em suas postagens com tom agressivo. Em números, 3,5% dos seguidores do tucano curtem declarações agressivas contra Dilma, que tem 2,6% dos seus eleitores engajados contra o rival.


Comments are closed.