Dois empresários e um técnico de segurança chegam à delegacia em um carro da PM / Foto: Jornal Hoje Ituiutaba
Dois empresários e um técnico de segurança chegam à delegacia em um carro da PM / Foto: Jornal Hoje Ituiutaba

Uma operação realizada pela Delegacia de Estelionatos da Polícia Civil de Ituiutaba, nesta terça-feira, 04 de novembro, culminou com a prisão do Técnico em Segurança do Trabalho Fabrício José de Araújo e dos empresários Gilson Ferreira dos Santos e Ângelo Douglas de Oliveira Santos, pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica e falsificação documental.

Após investigações a apuraram que Fabrício havia sido contratado para prestar serviços na empresa J. Ângelo, cujos proprietários são Gilson e Ângelo. Segundo informações da polícia a empresa atuava no ramo de fornecimento de mão de obra para manutenção de maquinários em usinas sucroalcooleiras, sendo requisito para a contratação do pessoal a realização de exames de saúde ocupacional. Fabrício então, com conhecimento e anuência dos proprietários da firma, falsificava atestados médicos em nome do clínico de Ituiutaba, Dr. Evandro Martins Tomé e os encaminhava as usinas contratantes.

Dois empresários e um técnico de segurança chegam à delegacia em Ituiutaba / pontalemfoco.com.br
Dois empresários e um técnico de segurança chegam à delegacia em Ituiutaba / pontalemfoco.com.br

Durante as investigações, apurou-se também que Fabrício fornecia certificados de treinamento para os trabalhos em altura e em ambientes confinados sem que os funcionários recebessem as aulas necessárias ao exercício do trabalho, considerado de risco elevado. Os empresários tinham conhecimento de tal fato e em alguns momentos chegaram a assinar conjuntamente com Fabrício os aludidos certificados, configurando, em virtude da conduta de constar em documento informação falsa ou diversa da que nele devia constar, crime de falsidade ideológica.

Continua após a publicidade

A Delegada responsável pelo caso foi a Dra. Daniela Diniz Medeiros, que contou com o empenho dos Investigadores Renato Carlos, Daniel Ábado e Vanderlei Alves.


Comments are closed.