Diogo Machado

Pescado foi encontrado nos fundos de uma oficina mecânica no bairro Roosevelt (Foto: Polícia Ambiental/MG)
Pescado foi encontrado nos fundos de uma oficina mecânica no bairro Roosevelt (Foto: Polícia Ambiental/MG)

A Polícia de Meio Ambiente e o Instituto Estadual de Florestas (IEF) apreenderam, nesta quarta-feira (12), no bairro Roosevelt, zona norte de Uberlândia, 110 kg de peixes pescados irregularmente. A apreensão aconteceu durante as fiscalizações do período de piracema – época em que há a desova dos peixes -,  que foram ampliadas. Alguns dos exemplares que eram vendidos nos fundos de uma oficina mecânica teriam sido pescados com arpão. Um homem, de 52 anos, foi preso.

Segundo o comandante do 2º Pelotão de Meio Ambiente, sargento Geraldo Hélio de Lima, o material foi apreendido depois de uma denúncia anônima. No momento em que foram verificar o crime, o suspeito mostrava um dos peixes a um cliente. “Começamos as operações nesta madrugada e vamos até fevereiro a fim de verificar todos os estabelecimentos regulares que declararam seus estoques e também aqueles que realizam a pesca ilegal durante a piracema”, afirmou.

Continua após a publicidade

O proprietário da oficina montou em um cômodo nos fundos do estabelecimento comercial um espaço onde freezers armazenavam os peixes. Ele cooperou com a ação dos militares. O material foi apreendido e o suspeito levado à Delegacia de Plantão da Polícia Civil. De acordo com o comandante, o suspeito ficava nas proximidades de um supermercado da zona norte e ali procurava compradores para seus peixes. Alguns dos animais vendidos por ele teriam sido pescados por outras pessoas, que, até o momento, não foram identificadas. “O suspeito preso tem registro de pesca profissional, mas os animais estão em tamanho incompatível e a forma que eram vendidos é irregular”, disse Lima.

O período caracterizado pela desova dos peixes teve início no último dia 1º. Nele a pesca fica proibida para peixes de tamanho e peso especificados pela lei. Quem é flagrado pescando de forma irregular pode ser preso e multado. A multa varia de acordo com o tipo de infração, dos animais e volume pescados.


Comments are closed.