José Luiz Martins Peixoto tinha 69 anos. Foto: Facebook / Frederico Ozanam
José Luiz Martins Peixoto tinha 69 anos.
Foto: Facebook / Frederico Ozanam

Entre as diversas ocorrências atendidas pelo 10º Pelotão de Bombeiros Militar, uma delas dificilmente será esquecida pelo sargento Luís Fernando Martins. Em meio à onda de violência que se espalha por Araguari, a vítima, dessa vez, era seu pai.

Organizador de eventos, o homem saiu de uma festa na madrugada desta sexta-feira, 21, para deixar a filha em sua residência. Depois disso, quando circulava pela rua Olegário Maciel, Centro, acabou surpreendido por dois homens que, de uma motocicleta, dispararam diversas vezes contra o veículo. Um dos disparos atingiu as costas da vítima. Aos 69 anos, José Luiz Martins Peixoto morreu na hora.

De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 4h30. Com o ataque, o automóvel conduzido pela vítima somente parou quando colidiu junto ao bicicletário de um estabelecimento comercial. O barulho dos disparos e da batida invadiu várias residências de vizinhos, que se misturavam na rua em busca de respostas.

Continua após a publicidade

No local, apenas as cenas dos momentos ocorridos antes. No veículo, modelo Fiat/Pampa branco, as marcas dos tiros que vitimaram mais um araguarino. Dentro do carro, os policiais encontraram R$ 6.443,55 que seriam provenientes da festa organizada naquela noite.

Câmeras de vigilância do município e na porta do estabelecimento comercial flagraram a perseguição que culminou no ataque. Segundo a PM, em razão das características da motocicleta, que é de grande porte, familiares suspeitam de um ex-funcionário da vítima, demitido recentemente por traficar drogas dentro de um evento. Nenhum objeto ou dinheiro foi levado.

A quantia encontrada foi liberada ao filho da vítima, enquanto o veículo acabou encaminhado ao pátio credenciado. Nenhuma cápsula foi localizada no local do crime, o que impossibilitou a perícia de constatar a arma utilizada.

Gazeta do Triângulo


Comments are closed.