Caminhada “Passos que Salvam” deixa verde ruas de Capinópolis em ação de combate ao câncer Infanto-juvenil

CAPINÓPOLIS, TRIÂNGULO MINEIRO – Centenas de pessoas acordaram cedo para serem protagonistas de um show de solidariedade na manhã deste domingo (23) em Capinópolis. A edição 2014 da “Caminhada Passos que Salvam”  foi realizada pelo hospital do Câncer de Barretos-Sp., em parceria com a Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Capinópolis (AVCCC).

Os kits compostos de camiseta, boné e cadarço foram vendidos à R$25 para arrecadar fundos para o Hospital Infanto-juvenil de Barretos-SP. Essa é a segunda vez que Capinópolis participa do evento que mobilizou várias cidades do Brasil.

Mais uma vez a praça João Moreira de Souza foi o ponto de partida da caminhada, antes, os participantes fizeram um animado aquecimento e logo em seguida, caminharam pelas ruas 102, avenida 99, rua 104 e na avenida 117  ao som do mini trio elétrico com a locução de Túlio Fernandes da emissora de rádio FM local. O trajeto teve fim no parque de exposições João de Freitas Barbosa no bairro Alvorada, onde um delicioso lanche foi servido aos praticantes da atividade física.

Participantes de todas as idades desenvolveram o trajeto com o sentimento de alegria em poder auxiliar pessoas de todo o Brasil no combate ao câncer infanto-juvenil. A prefeita Dinair Isaac, o esposo Luiz Isaac e a neta participaram da caminhada – O vice-prefeito Jorginho e a esposa Zânia também estavam presente.

Maria Clara recebe o tablet que ganhou no sorteio realizado após a caminhada das mãos de Zélia, uma das integrantes da AVCCC
Maria Clara recebe o tablet que ganhou no sorteio realizado após a caminhada das mãos de Zélia, uma das integrantes da AVCCC

Quem caminhou ainda concorreu à valiosos prêmios – Maria Rita Perreira Silva ganhou um Notebook; Adriana e Maria Clara Almeida ganharam um tablet cada uma.

Manchas roxas pelo corpo, dores de cabeça, vômito, perda de peso, fraqueza e dores nos ossos parecem sintomas comuns da infância e podem ser confundidos com doenças que acometem as crianças e os adolescentes, mas também podem ser o primeiro sinal de que há algo errado acontecendo.

Estima-se que mais de 12 mil crianças sejam diagnosticadas com câncer no Brasil, sendo que apenas 50% receberão atendimentos. Quando isso acontece, muitos deles já chegam com a doença em estado avançado por diversos fatores, como desinformação dos pais, medo do exame e desinformação dos médicos. Além de ter a semelhança dos sinais e sintomas com patologias comuns da infância.

Dupla Sertaneja Thales e Thiago lança música “Vai tentar me Vigiar”

Exame da OAB reprova 82,5% dos candidatos inscritos em quatro anos