CAPINÓPOLIS, PONTAL DO TRIÂNGULO MINEIRO – As quatro alunas que denunciaram um professor de 42 anos por atentado ao pudor na última quinta-feira (20) podem ter feito a denúncia por vingança.

Segundo o Boletim da Ocorrência, as alunas de uma escola pública em Capinópolis afirmaram que o professor invadiu o banheiro e ficou observando-as nuas e relataram que o fato já havia acontecido outras vezes. As alunas ainda acusaram o professor de agressão, utilizando um “pente mágico” para tal.

Segundo informações do depoimento do professor, ele teria chegado até a porta do banheiro para chamar as alunas que estavam demorando e que nenhuma estava nua no local. Uma funcionária da escola já havia chamado as alunas, mas as mesmas não teria obedecido.

Continua após a publicidade

De acordo com o professor, as alunas estariam contrariadas por terem sidos suspensas dias antes por ele.

Segundo apurado, nenhuma aluna estava tomando banho, portanto, não havia motivo para estarem nuas.


Comments are closed.