Veículos ficaram destruídos no acidente na BR-365 (Foto: Diogo Machado)
Veículos ficaram destruídos no acidente na BR-365 (Foto: Diogo Machado)

Dois homens morreram em um acidente envolvendo uma carreta e um veículo de passeio na rodovia BR-365, entre Uberlândia e Patrocínio, no Triângulo Mineiro, na manhã desta terça-feira (25. O motorista do carro, identificado como Renato Costa Sobrinho, de 31 anos, teve o corpo dilacerado e o caminhoneiro, ainda sem identificação, ficou soterrado sob a ponte. O trânsito na rodovia, próximo ao local do acidente, está sendo feito em meia pista pela Polícia Rodoviária Federal.

A carreta bitrem tanque, carregada com leite, bateu de frente com o carro e arrastou o automóvel por mais de 50 metros. A força e a velocidade do acidente foram grandes, o que impossibilitou que os airbags do veículo de passeio fossem acionados. Enquanto era arrastado, o carro foi prensado contra o guard-rail até ficar preso na ponte e o caminhão caiu de uma altura de 40 metros. “Fizemos toda a varredura do local e embaixo da ponte à procura de mais vítimas. O corpo do motorista do carro ficou dependurado pelo cinto da calça”, afirmou o comandante do 2º Comando do Interior do Corpo de Bombeiros, coronel Felipe Aidar.

O acidente aconteceu próximo ao km 554 da rodovia, a cerca de 90 quilômetros de Uberlândia. Chovia no momento acidente e o local é uma descida de pista simples que termina sobre uma das pontes da rodovia. Segundo Aidar, ainda não é possível saber o que teria provocado o acidente, mas os dois veículos estariam em alta velocidade. “A batida foi tão forte que o carro veio sendo estilhaçado e ainda é possível notar que houve um deslocamento da própria ponte. Só depois que o carro for retirado será possível ter certeza se houve ou não danos estruturais nela, além da proteção lateral, que foi toda destruída”, afirmou.

Continua após a publicidade

[doptg id=97]

Motorista do carro era perito da Polícia Civil em Patrocínio

Roupas, mala, documentos universitários e outros papéis, além de um colete da Polícia Civil foram encontrados entre os destroços do automóvel que se envolveu no acidente. Renato Costa Sobrinho, de 31 anos, que dirigia o carro, era perito da Polícia Civil em Patrocínio e seguia de Uberlândia para a cidade vizinha quando o acidente aconteceu. Ele foi nomeado para o cargo em Patrocínio há três anos.

Sobrinho era graduado em Física pela Universidade Federal de Uberlândia, casado e tinha uma filha. Ele morava em Uberlândia e é natural de Foz do Iguaçu (PR). Recentemente o perito foi aprovado em primeiro lugar como portador de diploma para o curso de matemática da UFU. Ele chegou a atuar como professor substituto na Universidade e em outras instituições de ensino.

O velório de Renato Costa Sobrinho será realizado na Paróquia São Judas Tadeu, no bairro Roosevelt de Oliveira, zona norte de Uberlândia, a partir das 17h.  Ele era filho do diácono permanente Ivo Costa.

Correio de Uberlândia


Comments are closed.