Fernando Pimentel recebeu das mãos de Alberto Pinto Coelho o Grande Colar da Inconfidência (Foto: Carlos Alberto/Imprensa MG)
Fernando Pimentel recebeu das mãos de Alberto Pinto Coelho o Grande Colar da Inconfidência (Foto: Carlos Alberto/Imprensa MG)

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, garantiu nesta quinta-feira (1º/01), no Palácio da Liberdade, ter como premissa um diálogo permanente com todos os cidadãos mineiros mas, em especial, com os mais carentes do Estado. Em seu discurso, na sacada da sede histórica do Governo de Minas, Pimentel reafirmou que todos os compromissos sociais e econômicos firmados durante o período eleitoral, como melhorias na segurança, saúde, educação, infraestrutura e desenvolvimento, serão cumpridos com firmeza e determinação.

“Assumo o compromisso de valorizar e dialogar com o funcionalismo público do Estado. Assumo o compromisso de transformar os hospitais regionais não em projetos de propaganda, mas em equipamentos úteis em todas as regiões, e de expandirmos o atendimento médico para toda a população. Assumo a meta de levar escolas infantis e ensino técnico para todo o Estado. Assumo a tarefa de aumentar a eficiência e a eficácia do nosso aparato de segurança. Assumo o compromisso de dialogar, de forma transparente e republicana, com todos os prefeitos e ajudá-los na busca por soluções para suas cidades. Assumo, enfim, este que é o maior desafio da minha vida pública, consciente de que não é possível fazer tudo, mas com a determinação de fazer tudo que for possível”, afirmou o governador.

Ao lado do vice-governador Antônio Andrade, Pimentel defendeu que a realização das ações só será possível com a participação popular. Segundo ele, o governo do povo é o que se reinventa e tem como premissa fundamental a de ouvir mais os únicos e verdadeiros donos do poder, os cidadãos de Minas.

Continua após a publicidade

“Quero ser o governador que não será uma voz, mas, sim, um porta-voz da vontade popular. Vamos criar e fortalecer canais de participação, de comunicação, de interferência e de influência nas decisões de poder. O governo do povo, o governo que queremos tem que atuar como uma grande e pulsante plataforma realizada interativamente com as pessoas. Essa é a minha missão, esse é o meu compromisso: menos poder para o governo, mais poder para as pessoas. Menos poder para poucos, mais poder para todos”, afirmou.

Nas mãos do povo

Fernando Pimentel destacou em seu discurso que fez questão de chegar ao Palácio da Liberdade ao lado dos mineiros de todas as regiões, de diferentes credos, etnias classes sociais. Representantes de diversas categorias foram homenageados pelo governador, participando da cerimônia ao lado de Pimentel.

“Mais do que um gesto simbólico, assumo a posição para qual fui eleito lado a lado com esses mineiros e mineiras que representam todos os filhos da nossa terra. À dona Lavínia, que está aqui, que veio lá do Norte de Minas, lá do São Francisco, quero dar a minha palavra de que seremos mais presentes e atenciosos com a região dela. Está aqui conosco a Kelly, do Aglomerado da Serra, e quero levar para ela e para todos o meu compromisso de levar aos bairros mais necessitados do nosso Estado, de todas as cidades, soluções para que todos tenham uma casa digna e o respeito que merecem. Está aqui seu José Mário, produtor de queijo na Serra da Canastra, onde estivemos juntos. Quero garantir a ele, e ele tem que ter a certeza de que os produtores rurais do nosso Estado terão um governo que vai honrar a atividade deles”, garantiu o governador.


Comments are closed.