Trecho tem 38 quilômetros de pista simples com tráfego intenso (Foto: Reprodução/TV Integração)
Trecho tem 38 quilômetros de pista simples com
tráfego intenso (Foto: Reprodução/TV Integração)

O risco de acidentes na BR-452, no Triângulo Mineiro, parece ser crescente. Em 2014, foram 48 no local. Agora, em 2015, já foram dois acidentes. Destes 50, metade tiveram vítimas e em cinco deles houve mortes. As estatísticas mostram o perigo da rodovia.

A BR-452 é acesso de Uberlândia ao Distrito de Tapuirama e às cidades de Santa Juliana,Patrocínio, Uberaba, Araxá e Belo Horizonte. A rodovia, que é federal, desde abril de 2013 é fiscalizada pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE). O trecho em que ocorreram os acidentes vai do quilômetro 139 ao 177. Na área, são 38 quilômetros de pista simples, onde existe tráfego intenso inclusive de caminhões.

O último dos acidentes registrados no local foi na semana passada. Um carro seguia no sentido Uberlândia-Araxá invadiu a pista contrária e bateu de frente com uma carreta carregada com 32 toneladas de madeirite. O motorista do carro, de 22 anos, morreu no local.

Continua após a publicidade

De acordo com o tenente Patrício Renato Ferreira, três causas são as responsáveis pela maioria dos acidentes no trecho. “Falta de atenção é um deles, seguido de ultrapassagens indevidas e defeitos nos veículos. São os maiores fatores que a gente tem identificado nos acidentes”, destacou.

Com a instalação de uma cervejaria às margens da rodovia, o fluxo de veículos no local vem aumentando, junto com o risco de acidentes. Com isso, o tenente recomendou mais cautela aos motoristas. “Fazer uma revisão no carro, programar bem a viagem, descansar, respeitar os limites de velocidade da via e fazer as ultrapassagens nos locais permitidos”, apontou.

Tv Integração


Comments are closed.