Ex-vereador e filho tentam matar Promotor de Justiça de Monte Carmelo por vingança

O promotor Marcus Vinícius Ribeiro, de 33 anos, foi surpreendido em seu carro ao sair da Promotoria
O promotor Marcus Vinícius Ribeiro, de 33 anos, foi surpreendido em seu carro ao sair da Promotoria

O promotor de Justiça Marcus Vinícius Ribeiro, 33 anos, que atua na área criminal na Comarca de Monte Carmelo, foi baleado na noite de sábado, no centro daquela cidade. Segundo informações, depois de sair do prédio da promotoria em seu carro Fiat Pálio Weekend, foi surpreendido por um motociclista que atirou várias vezes, chegando a atingi-lo nas costas. Um ex-vereador e seu filho foram detidos por suspeitas de autoria do crime. Uma motocicleta e uma arma de fogo foram apreendidas. O promotor se recupera em hospital na cidade de Uberlândia.

Conforme o Registro de Eventos de Defesa Social (Reds), lavrado pela Polícia Militar, por volta das 21h, na rua Tiradentes, no centro de Monte Carmelo, o promotor de Justiça Marcus Vinícius Ribeiro foi surpreendido por um homem em uma motocicleta, que disparou vários tiros, atingindo a traseira do veículo e as costas da vítima, que saiu correndo até um restaurante, onde pediu ajuda. Populares colocaram o promotor em um carro e o levaram até pronto-socorro da Unimed/Monte Carmelo. Um carregador de pistola 380, uma munição intacta e seis deflagradas foram localizados no local do atentado. Testemunhas relataram as características do suspeito. Foi realizada uma força tarefa no intuito de localizar o autor dos disparos.

Promotores de Justiça de Uberlândia, policiais militares, civis e federais da região foram deslocados para se

O promotor Marcus Vinícius Ribeiro, de 33 anos, foi surpreendido em seu carro ao sair da Promotoria
O promotor Marcus Vinícius Ribeiro, de 33 anos, foi surpreendido em seu carro ao sair da Promotoria

organizarem no intuito de esclarecer o caso. Durante as diligências, policiais da força tarefa prenderam, por suspeita de envolvimento no crime, na cidade de Romaria (MG), o servidor geral Juliano Aparecido de Oliveira, 22 anos, e seu pai, o ex vereador de Monte Carmelo, Valdelei José Oliveira, 49. O ex vereador seria, conforme a Polícia Civil, o mentor do crime, enquanto seu filho, o executor. Os dois negaram, mas conforme as investigações, eles teriam motivos, pois o ex vereador teria sido denunciado pelo promotor de Justiça Marcus Vinícius Ribeiro, no ano de 2013, por envolvimento em fraudes na Câmara Municipal de Monte Carmelo e chegou a ter a prisão decretada.

Ainda conforme os policiais da força tarefa, já existem históricos de ameaças dos envolvidos contra o promotor de Justiça e, horas antes, uma testemunha afirmou ter visto Juliano Aparecido nas proximidades do prédio da promotoria. Na casa dele foram localizados vários celulares e também um revólver calibre 32 e uma motocicleta com as mesmas características da usada no momento dos disparos. A arma usada na tentativa de homicídio, uma pistola de calibre 380, não foi localizada.

A Perícia Técnica da Polícia Civil localizou resíduos de pólvora no espelho retrovisor e guidon da motocicleta. No fechamento desta edição, o promotor de Justiça Marcus Vinícius Ribeiro, que teve um rim e um pulmão atingidos por projeteis de arma de fogo, encontrava-se internado em hospital na cidade de Uberlândia, com quadro de saúde estável. Conforme escrivão de plantão na tarde de ontem, na delegacia de Polícia Civil em Monte Carmelo, a delegada Claudia Coelho Franchi autuou em flagrante por tentativa de homicídio o servidor geral Juliano Aparecido de Oliveira. Já o ex vereador Valdelei José Oliveira, ainda no dia de ontem, teve a prisão temporária decretada pela Justiça. Os dois foram encaminhados ao presídio de Monte Carmelo.

Jornal da Manhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

População causa transtornos ao descartar lixo doméstico em terrenos baldios em Capinópolis

Novo prédio da Secretaria de Educação de Capinópolis e construção de um Centro de Convenções na escola Tancredo de Almeida Neves