Adolescente morre após aguardar mais de 30 horas por UTI em Itumbiara

Reprodução/ TV Anhanguera
Reprodução/ TV Anhanguera

Os familiares de Carolyne Alves da Silva, de 17 anos, acreditam que a jovem morreu devido à falta de uma vaga em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Itumbiara, na região sul do Estado. A adolescente caiu de uma escada no último dia 26 e quando chegou ao Hospital Municipal da cidade estava com convulsões. A espera pela vaga durou mais de 30 horas.

Assim que deu entrada no hospital à jovem foi induzida ao coma. De acordo com o diretor clínico do hospital, Hernani Oliveira Rodrigues, o quadro da garota se agravou e o médico responsável pelo caso solicitou uma das dez vagas de UTI que a unidade de saúde possui, por meio de convênio, com um hospital particular do município. Mas como todas estão ocupadas foi solicitada uma vaga em Goiânia.

A jovem permaneceu mais dois dias internado no hospital e enquanto aguardava a vaga o quadro de Carolyne se agravou e ela não resistiu. A adolescente deixa uma filha de três meses que ficará com a avó materna.

O secretário de Saúde de Itumbiara, Adriano Martins Lopes, não atendeu as ligações para falar sobre o caso. A secretaria de Saúde de Goiânia, responsável pela central de vagas, informou que não tem pactuação com Itumbiara para UTI neurológica.

Essa pactuação seria de Itumbiara com Aparecida de Goiânia. Já a secretária de Aparecida não retornou as ligações.

Com informações de – O popular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Governo de Minas descobre que tem dívida de R$ 1 bilhão herdada no governo anterior

Em último show em Osasco-SP, José Rico se apresentou com dores