Fiscal é assassinado com 2 tiros por colega trabalho em Uberaba

Desentendimento entre colegas de trabalho na noite de ontem resultou na morte de um deles na rua Tristão de Castro. Fiscal de uma empresa de prestação de serviços na área de segurança e limpeza, Jean Carlos Carvalho Almeida, 33 anos, foi atingido por dois disparos de arma de fogo. Informações preliminares obtidas no local dão conta de que houve uma discussão entre a vítima e o autor, que trabalhavam na mesma empresa. Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros chegaram a prestar os primeiros socorros, mas o fiscal acabou morrendo no local. Segundo o tenente Adriano, a Polícia Militar foi acionada com a informação de disparo de arma de fogo no último quarteirão da rua Tristão de Castro. Ao chegar ao local, foi constatado que a vítima estava caída ao solo e ferida, quando foi acionado o socorro. O militar disse que imagens de empresa das imediações flagraram o momento dos disparos e foi possível identificar o suspeito. No fechamento desta edição a polícia realizava diligências na tentativa de localizar o autor. ]De acordo com testemunha que estava no mesmo carro que a vítima – Fiat de cor branca da empresa, placas OPM-8988 –, todos estavam indo para o trabalho, quando houve a discussão entre o autor, que estaria exaltado, e a vítima. Ao ser orientado pelo fiscal a não ir trabalhar, para se acalmar primeiro, o autor sacou um revólver e realizou dois disparos. Logo após ele fugiu por rumo ignorado e ainda não havia sido localizado até o encerramento desta edição.
Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros tentaram reanimar o fiscal, mas ele acabou indo a óbito no local / Foto: Fernanda Borges

Desentendimento entre colegas de trabalho na noite de ontem resultou na morte de um deles na rua Tristão de Castro. Fiscal de uma empresa de prestação de serviços na área de segurança e limpeza, Jean Carlos Carvalho Almeida, 33 anos, foi atingido por dois disparos de arma de fogo. Informações preliminares obtidas no local dão conta de que houve uma discussão entre a vítima e o autor, que trabalhavam na mesma empresa. Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros chegaram a prestar os primeiros socorros, mas o fiscal acabou morrendo no local.

Segundo o tenente Adriano, a Polícia Militar foi acionada com a informação de disparo de arma de fogo no último quarteirão da rua Tristão de Castro. Ao chegar ao local, foi constatado que a vítima estava caída ao solo e ferida, quando foi acionado o socorro. O militar disse que imagens de empresa das imediações flagraram o momento dos disparos e foi possível identificar o suspeito. No fechamento desta edição a polícia realizava diligências na tentativa de localizar o autor.

]De acordo com testemunha que estava no mesmo carro que a vítima – Fiat de cor branca da empresa, placas OPM-8988 –, todos estavam indo para o trabalho, quando houve a discussão entre o autor, que estaria exaltado, e a vítima. Ao ser orientado pelo fiscal a não ir trabalhar, para se acalmar primeiro, o autor sacou um revólver e realizou dois disparos. Logo após ele fugiu por rumo ignorado e ainda não havia sido localizado até o encerramento desta edição.

Jornal da Manhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Prefeitura de Capinópolis vai instalar quatro Academias ao Ar Livre

Estudante de 26 anos é morto na Praça Tubal Vilela em Uberlândia